A NASCAR desembarcou no oval quase plano de New Hampshire neste final de semana. A pista de 1,058 milha viu a pole ficar com Kyle Busch. No entanto, a chuva atrapalhou os planos do piloto do #18, além de gerar polêmica sobre a categoria ao permitir a largada em condições adversas. Com isso, quem venceu foi Aric Almirola.

Assim, por conta do mau tempo, a prova foi interrompida por mais de uma hora e meia na sexta volta. Confira abaixo como foi.

Advertisement

Estágio 1 – 75 voltas

Kyle Busch se manteve na dianteira até a sexta volta, quando uma leve garoa que pairava sobre a pista se transformou numa chuva e fez o #18 rodar, batendo forte no muro externo. Além disso, seus companheiros de equipe Martin Truex Jr (#19) e Denny Hamlin (#11) também rodaram, mas os danos foram menores.

Em poucos minutos a leve chuva se intensificou, gerando a bandeira vermelha de paralisação na volta 9. Busch em entrevista disse que “já reportava a duas voltas que estava chovendo”. Era nítido o desapontamento do piloto com a direção de prova.

Assim, após uma paralisação de mais de 1h30, a prova voltou ao regime de bandeira amarela, que já seria considerada a paralisação de competição prevista para a volta 30, uma vez que a categoria não está promovendo treinos livres e nem classificatório devido a pandemia.

Durante a amarela, alguns pilotos foram aos Boxes para ajustes. Dessa forma, Joey Logano, da Penske, parou e foi punido com duas voltas por conta de um mecânico ter mexido no carro em regime de bandeira vermelha.

Além disso, ainda antes da relargada, a NASCAR informou que poderia encurtar a prova caso a chuva retornasse ou as condições de iluminação fossem insuficientes, já que Nem Hampshire não conta com luzes artificiais.

Novamente tivemos bandeira verde, dessa vez sob a liderança de Chase Elliott. Até que a batida de Anthony Alfredo, que atingiu o muro após toque de Bubba Wallace no giro 31, o tirou da posição. Na relargada, Christopher Bell assume a ponta mas leva o troco de Elliott.

Todavia, foi Ryan Blaney quem, restando 14 voltas para o fim do estágio, assumiu a liderança para não mais perder. Brad Keselowski e Chase Elliott completam os três primeiros dessa fase.

Estágio 2 – 110 voltas

Assim, chegamos ao segundo segmento da prova. Com as paradas nos pits, o trabalho da equipe de Kevin Harvick o colocou na primeira posição, trazendo junto Denny Hamlin em franca recuperação.

Já no acionamento da bandeira verde no giro 83, Harvick disparou, ao passo que Hamlin destracionou e ficou para trás, caindo para quarto. Assim foi até que na volta 127 Quinn Houff foi atingido por Ryan Newman quando levava uma volta, chamando outra amarela.

Dessa forma, com a intervenção, os pilotos param no Pit. Foi aí então que Aric Almirola começou seu avanço, logo após um excelente trabalho da equipe, que o colocou no top 5 da prova.

Por outro lado, Newman acertou um mecânico de William Byron durante a parada, mas o integrante da equipe do #24 não teve ferimentos.

Assim, nova relargada. Harvick se mantém na ponta até mais um acidente acontecer, dessa vez entre Bubba Wallace e Chris Buescher, gerando nova amarela. Bom para Joey Logano, que finalmente se recupera da punição e retorna ao giro dos líderes.

Já no último reinício do estágio, quem aparece é Brad Keselowski, que ultrapassa Harvick para vencer o segmento, seguido do próprio Harvick e Ryan Blaney, que teve um péssimo trabalho de box e perdeu diversas posições.

Estágio final – 116 voltas (ou não)

Assim, na última parte da corrida, Keselowski se manteve na dianteira após a rodada de Pit stops. Quem não teve sorte foi Hamlin que, por uma porca de roda solta, caiu de quarto para o 24° lugar, por fazer duas paradas.

A bandeira verde é agitada na volta 193 com intensa batalha entre Keselowski e Blaney, com ambos trocando toques. No entanto, eles não contavam com a velocidade de Almirola, que já estava em terceiro.

O piloto do #10 era o mais rápido da pista no momento e assumiu a ponta restando 56 voltas para o fim, já durante a janela de paradas.

Dessa forma, com o ciclo de paradas finalizado, Aric Almirola voltou à liderança da prova e, quando faltavam 18 voltas para o final, a NASCAR emitiu o aviso que encerraria a corrida em dez giros, devido a baixa luminosidade.

Assim, sem ser ameaçado, após 14 trocas de liderança em 3 horas de prova, Aric Almirola vence a prova e garante sua vaga para o playoff da categoria de forma dramática, uma vez que o piloto – e a equipe Stewart-Haas como um todo – estava tendo um desempenho horroroso, sendo apenas o 27° na tabela de pontos. Uma vitória redentora.

Portanto, Christopher Bell foi o segundo, seguido da trinca da equipe Penske com Brad Keselowski, Joey Logano numa excelente recuperação após a punição, e Ryan Blaney fechando o top 5.

Agora, a NASCAR fará uma parada de duas semanas por causa das Olimpíadas de Tóquio, e retornará no dia 08 de agosto no circuito misto de Watkins Glen, com apenas 3 vagas de playoff em jogo.

Foto Destaque: Reprodução/Nascar

Francisco Brasil

Cyber


Related Post