Antes de mais nada, não é a volta do ídolo do Internacional ao clube para jogar. Andrés D’Alessandro voltou ao Beira-Rio para fazer uma visita e rever os amigos nesta terça-feira (24). A chegada do craque foi devida a uma pausa no Campeonato Uruguaio. D’Alessandro joga no Nacional, que terminou o primeiro turno em 2º lugar. Então decidiu viajar ao Brasil e matar a saudade.

O atual treinador, Diego Aguirre, treinou o argentino em 2015. Conquistaram juntos o Campeonato Gaúcho e chegaram à semifinal da Libertadores. Depois da competição sul-americana, o Inter emprestou D’Ale para o River Plate. Taison foi mais um jogador a trabalhar com D’Alessandro. Os dois conquistaram a Libertadores de 2010 contra o Chivas Guadalajara e são amigos até hoje.

Advertisement

Andrés D’Alessandro no Internacional

A passagem de Andrés D’Alessandro começou em 2008. O jovem argentino estreou em um Gre-Nal na Copa Sul-Americana. A partida foi no Beira-Rio e terminou 1×1. Depois disso o Inter chegou à conquista do título da competição contra o Estudiantes, da Argentina.

Coincidentemente com a visita do craque, o Internacional comemorou o aniversário da conquista da Recopa Sul-Americana de 2011 contra os argentinos do Independiente. D’Ale não fez gols nas duas partidas, mas foi mais um título para seu currículo e para a história do clube.

Títulos no clube

Acima de tudo, o ídolo conquistou sete Campeonatos Gaúchos, duas Recopas Gaúchas, uma Recopa Sul-Americana, uma Copa Sul-Americana, uma Copa Libertadores e uma Copa Suruga Bank. Ainda mais um bronze no Mundial de Clubes em 2010. Assim, foram 13 títulos pelo clube. Por fim, foram 515 jogos e 95 gols marcados. A despedida foi contra o Palmeiras em dezembro de 2020, dois meses antes do Brasileirão terminar. Afinal, o contrato tinha chegado ao fim.

Por outro lado, não só de títulos vive um ídolo. D’Alessandro é considerado um dos maiores jogadores da história do Internacional. Ainda mais quando voltou de empréstimo do River Plate e resgatou o time da Série B. Além disso, o meio-campo também é o maior artilheiro do clássico Gre-Nal no século 21. São nove gols na maior rivalidade do país.

Imagem destacada: Ricardo Duarte / Internacional

Danilo Araújo

Cyber


Related Post