Torcida do Flamengo, no Maracanã

O reencontro do Flamengo com a nação Rubro-Negra tem data marcada, no Maracanã. Assim sendo, o jogo diante do Grêmio na próxima quarta-feira (15), às 21h30 (horário de Brasília), terá a presença do público no jogo da volta da Copa do Brasil. Dessa forma, a prefeitura do Rio de Janeiro liberou 35%  da capacidade do estádio, em torno de 24.783 torcedores.

Sobretudo, os torcedores terão que cumprir os protocolos sanitários para acompanhar a partida do Flamengo no Maracanã. São elas: comprovante de vacinação e teste antígeno ou RT-PCR de Covid-19 negativo, no prazo de até 48h. Entretanto, o clube vai indicar o laboratório para realizar o exame, após obter resultado vai ser enviado para o torcedor e organizadores. Do mesmo modo, o Rubro-Negro terá jogos a presença do público em seus próximos compromisso no estádio.

Advertisement

Na partida pelo Brasileirão diante do Grêmio, o Flamengo terá  40% do público ( 28.324 torcedores). Assim, na partida pela semifinal da Libertadores contra o Barcelona-EQU, o estádio receberá 50% da capacidade do Maracanã (35.045). Contudo, o torcedor terá acompanhamento da Secretaria de saúde pelos próximos 15 dias, pelo CPF, para tentar assegurar a disseminação, caso venha a ter casos positivos no evento.

Em suma, a última partida do Flamengo com a presença da sua torcida ocorreu no dia 11 de março de 2020 contra o Barcelona-EQU. Na ocasião, o Rubro-Negro por 3 x 0, com os gols de Bruno Henrique, Gabigol e Gustavo Henrique, ainda nos comandos de Jorge Jesus.

Próximos jogos do Flamengo

A saber, o Flamengo retorna aos gramados no próximo domingo (12) diante do Palmeiras, às 16h (horário de Brasília). Após isso, o Rubro-Negro tem o jogo da volta das quartas de final da Copa do Brasil diante do Grêmio, na quarta-feira (15), às 21h30 (ambos no horário de Brasília). Do mesmo modo, o Mais Querido recebe o Tricolor Gaúcho no domingo (19), às 20h30 (horário de Brasília), pelo Brasileirão Série A.

Foto destaque: Reprodução/GettyImages

Francisco Diogo
Apaixonado por futebol desde 1999, encontrei no jornalismo esportivo a realização de sonho que é trabalhar, viver e respira futebol. Sou de Maria da Fé-MG e faço jornalismo na Uniter.

Cyber


Related Post