Track Cycling Tóquio 2020

Os fãs de ciclismo de pista tiveram na madrugada desta quinta-feira (05), cerca de quatro provas executadas. Algumas já com medalhistas. Sendo assim, fugindo do favoritismo, a final do Omnium masculino teve britânico faturando o ouro. Portanto, a imprevisibilidade não poderia ser diferente. Na modalidade de  Keirin feminino, a Holanda conseguiu o primeiro lugar (mais uma vez).

Com nenhum brasileiro na competição, a modalidade contou com mais ciclistas europeus, como esperado.

Advertisement

Após o fim do ciclismo de estrada, Mountain Bike, triatlón, BMX Racing e Freestyle era a vez do ciclismo de pista. Lembrando que a modalidade já havia começado no dia anterior. O FNV Sports, conta sobre todos esses momentos a seguir.

Holanda conquista o ouro na final do Keirin feminino

A saber, a ciclista holandesa Shanne Braspennincx venceu o Keirin feminino. O resultado deu mais uma medalha de ouro no ciclismo à equipe laranja, durante estes Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Braspennincx fez um movimento decisivo na última volta para levar o ouro, batendo Ellesse Andrews da Nova Zelândia, vice-campeã. Lauriane Genest, do Canadá, teve que se contentar com o bronze. 

Omnium a prova mais difícil do ciclismo de pista?

A princípio, se o telespectador já imagina o ciclismo de pista como algo impossível, o Omnium consegue elevar o grau de dificuldade.

Dividido em três tempos – zero, tempo, eliminação e corrida de pontos – fica delicado não sentir a adrenalina dos competidores. Cada corrida acumula pontos, e o vencedor é o piloto (a) que fica com a nota mais alta.

Britânico conquista medalha de ouro no omnium masculino

A saber, o britânico Matthew Walls faturou o Ouro Olímpico no Omnium masculino, com 153 pontos. Atrás dele, o neozelandês Campbel Stewartl ficou com a prata (129), e o italiano, campeão do mundo, Elia Viviani terminou em bronze (124). 

Zebra nas preliminares de Sprint masculino 

Dessa forma, nas primeiras rodadas da corrida de sprint masculino, o oito vezes medalhista olímpico Jason Kenny da Grã-Bretanha foi à repescagem. Enquanto ele passou para as quartas-de-final, o trabalho extra que ele fez na rodada de repescagem o pegou, o fazendo ser eliminado em 8°.

Imagem: UCI Track Cycling / Divulgação.

Amanda Bernard on Email
mm

Related Post