Estádio Sevilla

A princípio o Estádio Ramón Sánchez Pizjuán teve sua primeira partida no ano de 1958, em amistoso entre Sevilla e Real Jáen que terminou com ambas equipes marcando 3 gols. Contudo, Sevilla e Real Betis, é considerado o primeiro jogo oficial com vitória do Betis por 4 a 2 e desde então tem sido palco de grandes partidas.

Pouco antes da construção a casa do Sevilla passou por um concurso de ideias, e o vencedor foi o arquiteto Manuel Muñoz Monasterio, que construiu o Santiago Bernabeu, do Real Madrid e anteriormente o Mestalla. Sobretudo a história por trás do nome do estádio é uma homenagem ao ex-presidente que faleceu em 1956, D. Ramón Sánchez.

Advertisement

Estádio recebeu a Seleção Brasileira em 1982

Partida entre Brasil x União Soviética, onde o Brasil vence com gols de Sócrates e Éder.

A seleção brasileira jogou no estádio na Copa do Mundo de 1982, em vitória sobre a União Soviética em 2 a 1. Além disso, o estádio recebeu a semifinal entre França e Alemanha, partida vencida nos pênaltis pela Alemanha.

Final da Champions League

Em 1986 o estádio foi cenário da final da Liga dos Campeões, em partida disputada entre FC Steaua Bucareste e Barcelona. O time da Romênia se sagrou campeão em uma disputa de pênaltis que acabou em 2 a 0. O jogo foi bem acirrado, mas acabou em 0 a 0 no tempo normal. Essa foi a única vez que o estádio recebeu a final da Champions League.

Imagem: uefa.com
Time do Steaua Bucareste levantando a Taça dos Campeões da Europa.

Modernização

Agora, outra singularidade é a homenagem a Antonio Puerta e Pedro Berruezo, ídolos sevillistas, que possuem os seus retratos no portão, que representa o número usado por cada um durante sua carreira. Enfim, o estádio vem passando por reformas desde 2015 e conta com a capacidade de 43.883 espectadores.

Foto Destaque: Divulgação/TNT Sports

mm

Related Post