Roberto Mancini

Neste domingo (11), Itália x Inglaterra fazem a grande final da Eurocopa 2020. Desse modo, a Azzurra chega até a final de forma invicta e com um recorde nas costas. A seleção está há 33 jogos sem perder e obtém a terceira maior invencibilidade da história entre as seleções. O principal responsável disso é, sem dúvidas, o técnico Roberto Mancini. Nesse ínterim, o FNV Sports traz até vocês a história e os números do responsável pela reconstrução do futebol italiano.

ROBERTO MANCINI – HISTÓRIA

Antes de mais nada, Roberto Mancini nasceu em 27 de novembro de 1964, em Jesi, cidade localizada na região Marche da Itália. Roberto atuou como atleta e teve seu maior sucesso na Sampdoria. Dessa forma, é o maior artilheiro da história da Samp, com 173 gols. Além disso, atuou também no Bologna, Lazio e Leicester. Mancini, possui uma carreira vitoriosa como atleta e espera alcançar esse auge como treinador.

Advertisement

ROBERTO MANCINI – TREINADOR

Logo após a aposentadoria, Mancini fez estágio na Lazio por alguns meses. Assim, sua primeira experiência como técnico foi na Fiorentina, clube na qual foi treinador por uma temporada. Além disso, comandou Lazio e Internazionale de Milão. Desse maneira, por onde passou conquistou a Copa Itália. Mais tarde, em 2009, comandou seu primeiro time no exterior, o Manchester City. Em sua passagem no Citizens, Roberto acabou com uma sede de 35 anos de títulos do clube. Antes de chegar até a seleção italiana passou ainda por Galatasaray e Zenit.

ROBERTO MANCINI CHEGA ATÉ A AZZURRA

No dia 14 de maio de 2018, Roberto rescindiu seu contrato com o Zenit e assumiu a seleção italiana. No entanto, Mancini teve um duro trabalho e tinha uma enorme responsabilidade de resgatar o futebol italiano, que na época vinha deixando a desejar. Assim, o convite veio após a Azzurra não conseguir vaga para a Copa do Mundo de 2018, até então Ventura era o treinador.

Sua adaptação diante da seleção aconteceu de forma bem rápida. Ao todo, Mancini comandou a Itália em 37  partidas, com 25 vitórias, sete empates e apenas duas derrotas, marcando 85 gols e sofreno apenas 14. O início de trabalho não foi fácil, desse modo, conseguiu apenas uma vitória contra a Árabia Saudita nos primeiros cinco jogos. Mas, depois da derrota para Portugal, em setembro de 2018, a seleção italiana não perdeu mais.

Dessa maneira, a Azzurra fechou as eliminatórias para a Euro com 10 vitórias em 10 jogos, primeira vez que se classificou para um grande torneio com 100% de aproveitamento. Também alcançou a semifinais da Liga das Nações 2020/21. Sem contar que se vingou da Espanha pela final da Euro de 2012, agora vai disputar a grande final domingo.

Por fim, Roberto vêm fazendo um ótimo e exemplar trabalho à frente da Itália. O treinador conseguiu tirar a seleção do “fundo do poço” após os fiascos na Copa do Mundo de 2010 e 2014 e a ausência em 2018. O treinador assumiu a Azzurra e a Squadra ocupava a 21ª posição no ranking da Fifa, hoje já ocupa a sétima colocação. Nesse ínterim, o mundo enxerga os italianos como uma das potências europeias, ao lado de Bélgica e França.

Foto Destaque: Reprodução/Getty Images

Vinicius F. Cardoso on Email
mm
Me chamo Vinicius Fernandes Cardoso, tenho 26 anos e sou natural de São Paulo. Escolhi o jornalismo porque sou apaixonado por esporte, especialmente o futebol! Sempre atuei como atleta e vi nessa área uma oportunidade de continuar na carreira esportiva. Como criação de conteúdo na área jornalística, publico noticias, em sites, no Twitter e Linkedin. Meu objetivo como profissional é cumprir minhas metas e sonhos que tenho comigo. Sou uma pessoa que gosta de ajudar e ser ajudado, tenho facilidade em estabelecer conexões com pessoas e gosto de ser envolvido pelo desafio.

Cyber


Related Post