superliga

Antes de mais nada, a Coluna Escalando Muralhas, desta semana, trás como destaque a história da CSL:  A Superliga Chinesa. Em síntese, este é o principal campeonato do futebol chinês. Atualmente, está em sua 17° temporada e é disputada por 16 clubes. Com a crise financeira, as equipes estão sofrendo pela saída de alguns de seus principais jogadores. Ironia ou não, em um passado não tão distante, decerto muitos destes atletas viam com bons olhos as suas transferências para o futebol chinês. Certamente, visando garantir o lado financeiro.

Entretanto, inegavelmente, a Liga cresceu no cenário mundial, tanto que muitos craques do futebol europeu migraram para os gramados da China. Por fim, embora a situação não seja das melhores, definitivamente esta não é a primeira vez que a Superliga Chinesa e os seus clubes enfrentam dificuldades econômicas.

Advertisement

A história da Superliga

A princípio, para entendermos sobre a liga, primeiramente vamos retornar ao começo de sua história. Com o objetivo de promover um futebol mais profissional, equilibrado e estruturado, a CFA, Associação Chinesa de futebol, lançou a Superliga Chinesa em 2004. Sobretudo, o intuito também era criar um campeonato com maior competitividade entre as equipes, e, simultaneamente, mais bem elaborado que a competição da época, a Liga Jia-A.

Portanto, de acordo com o regulamento inicial, as primeiras três temporadas da competição foram realizadas com apenas 12 equipes. Entretanto, a partir de 2008, a quarta temporada passou a ser com 16 times, onde dois eram rebaixados para a China League One.

Um início não esperado

Em contrapartida ao que a CFA havia planejado no início, durante os primeiros anos a competição foi alvo de críticas e suspeitas sobre a sua idoneidade. A partir de então, vieram à tona as descobertas sobre as manipulações dos resultados e as apostas clandestinas. Por consequência, trazendo um enorme prejuízo financeiro. Por fim, diante a estes problemas, em meados de 2011 criou-se o projeto anticorrupção, que garantiu novamente a credibilidade da competição.

O recomeço estruturado

Nos últimos anos, a Liga se tornou destaque devido o resultado dos altos investimentos do país no esporte. Da mesma forma, grandes empresários também investiram na competição e nos clubes. No entanto, diante de um cenário onde o futebol não é considerado de primeiro escalão, coube aos clubes alguma estratégia. Em outras palavras, a ideia era seduzir jogadores conceituados e renomados nas principais equipes do mundo.

Torcida chinesa lotando o estádio para mais uma partida da CSL. (Foto: Reprodução/ Htesports)

Dessa maneira, através de contratos milionários, muitos atletas importantes e bem sucedidos, inclusive jogadores brasileiros, saíram de seus clubes para jogar na China. De antemão, mencionamos nomes como o meio-campista Paulinho (Ex-Barcelona) no Guangzou FC, o também, meio-campista Oscar (Ex-Chelsea) no Shangai Port, além do meia-atacante Ricardo Goulart (Ex-Cruzeiro) no Guangzou FC, que atualmente está emprestado para o Hebei China Fortune.

Futebol x Crise financeira

Atualmente, os clubes não vivem um bom momento. Assim sendo, o reflexo do excesso de gastos desmedidos com as contratações milionárias, trouxeram impactos negativos nos cofres das instituições. Ao mesmo tempo, os dirigentes viram a situação se agravar com o surgimento da pandemia do coronavírus, juntamente com a crise financeira do país.

Ou seja, mediante a todos estes fatores o Jiangsu Suning, atual equipe campeã da Liga, precisou fechar as portas. O clube não resistiu à crise instalada em seus domínios e encerrou as suas atividades em fevereiro deste ano. Assim como o Sainty, nesse meio tempo, outros times também sofreram com os problemas financeiros. Por exemplo, o Tianjin Teda e o Chongqing Dangai.

Dias Atuais e o Futuro

Apesar de tudo, atualmente a Liga segue acontecendo. A nova temporada iniciou-se em 11 de março e será disputada até novembro/2021. Contudo, o futebol chinês, mundial e toda a sociedade, vivem momentos difíceis. O que cabe no momento atual é torcer e acompanhar ainda que de longe os próximos passos.

Ainda assim, para os apaixonados pelo esporte, é sabido que, no futebol nada é impossível. Nesse sentido, uma vez que, tratando-se da China, cujo país é considerado uma potência mundial, certamente a situação irá melhorar. Do mesmo modo, tão logo a Superliga terá estabilidade novamente.

Informações históricas e importantes da Superliga

Regulamento

Em suma, o campeonato é realizado por meio de pontos corridos. É composto por 30 partidas divididas entre primeiro e segundo turno. Os três primeiros colocados ganham uma vaga para a disputa da Champions League da Ásia e os dois piores times da competição são rebaixados para a segunda divisão (China League One).

 Política dos Estrangeiros

A saber, cada equipe pode conter até cinco jogadores de outro país. Tal qual, apenas quatro podem estar dentro de uma mesma partida ao mesmo tempo. Por fim e não menos importante, vale mencionar sobre a posição de goleiro. A competição não permite que a função seja realizada por atletas de outra nacionalidade.

Dados Históricos

Maior vencedor da Superliga: Guangzou Evergrande – 8 títulos

Segundo maior vencedor da Superliga: Shandong Luneng – 3 títulos

Atual campeão: Jiangsu Suning

Primeiro campeão: Shenzhen Jianlibao

Principais Artilheiros

Nacionalidade Jogador Jogos Gols Ano
China Wu Lei 172 102 2013
China Hang Peng 242 88 2004
Brasil Elkeson 130 88 2013
China Gao Lin 291 84 2005-2009,2011
China Lin Jinyu 151 73 2004-2010
* Brasil Ricardo Goulart 102 69 2015

* Destaque para Ricardo Goulart que pode subir na tabela de artilharia, uma vez que continua atuando no futebol chinês.

Ademais, mediante a todo o contexto, é factível que a Superliga Chinesa já passou por problemas críticos, desde aspectos econômicos até a sua legitimidade. Em resumo, os últimos anos de muito dinheiro, fez com que o mundo voltasse os olhos para o campeonato. Se não por um futebol de primeiro nível, mas por aspectos financeiros, bem como, toda sua organização e estrutura.

Sobretudo, a Liga e os clubes seguem firmes em busca de reorganização. De certo, a lição que fica no hoje, é de que a política de gastos deverá ser reavaliada e reorganizada. Afinal, é necessário pensar em possíveis contratempos que por ventura, podem acontecer no futuro.

Foto destaque: Reprodução/ Foottheball.com

Redação Inglês

1xBet


Related Post