Cano

O diretor de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, abriu o jogo sobre as renovações urgentes no clube. Em especial, a do atacante Germán Cano. Em síntese, na entrevista coletiva ao lado do jogador, Pássaro afirmou que o Vasco pretende criar vantagens para oferecer ao atleta e garantir sua permanência.

Renovação de Cano já está no radar, diz Pássaro

Na tarde desta sexta-feira (16), o dirigente do Vasco, Alexandre Pássaro, deu uma coletiva ao lado de Germán Cano. Entre as perguntas feitas ao diretor executivo, a renovação do argentino foi umas das pautas. A princípio, o contrato do jogador com o Gigante da Colina chega ao fim em dezembro de 2021. Para Pássaro o acesso do Vasco a Série A será apenas um dos fatores para garantir o “fico” do camisa 14, mas não o único.

Advertisement

Temos que ser responsáveis. Precisamos saber como será nossa vida a partir do ano que vem. Não é um assunto esquecido, estamos buscando. Não necessariamente o acesso à Série A seja definitivo para a permanência do Cano”, afirmou.

Sem dúvida, o dirigente disse estar ciente de que o clube vai precisar colocar na mesa outras vantagens para o atleta. Embora Cano já tenha dito que sua vontade é ficar na Colina, o time vai precisar oferecer mais. “A possibilidade é totalmente diferente da nossa vontade”, completou Pássaro.

Além disso, Alexandre Pássaro não negou a chegada de novos reforços. Aliás, o diretor considera que o Vasco tem “bom elenco para a disputa da Série B”. No entanto, bastou a primeira derrota para isso ser questionado. Por isso, Pássaro garantiu que o clube monitora o mercado.

“É lógico que estamos atentos ao mercado. É um mercado muito restrito. Não vemos a necessidade urgente de reforços. Queremos sim ajustes, talvez no final da janela. Temos confiança no elenco. Não gosto de usar contratações como muleta. Ninguém aqui do clube quer. Vamos trazer reforços se for necessário e se houver oportunidade para isso“, finalizou.

Foto destaque: Reprodução/VascoTV

mm
Escolhi o jornalismo porque sou apaixonada por escrever e por grandes histórias. Escrever sobre futebol não é um trabalho pra mim, é um hobby. Hoje curso Relações Públicas e pretendo um dia trabalhar na comunicação interna de um clube de Futebol.

Cyber


Related Post