Duílio

Nesta terça-feira (24) o Corinthians feminino e a delegação desembarcaram no aeroporto de Guarulhos, após conquistar o tricampeonato da Libertadores 2021, em Montevidéu. Logo, com a taça nas mãos e a medalha no pescoço, as jogadoras celebraram em solo brasileiro. Em entrevista à ESPN e ao portal FNV Sports, o presidente do Corinthians, Duílio Dias, falou sobre a conquista e os investimentos na categoria.

”Elas jogam um futebol bonito de se ver”

Antes de tudo, o presidente do Corinthians lamentou que não pôde estar presente na partida da final da Libertadores Feminina, em Montevidéu. Sobretudo, Duílio destacou o imenso prazer de receber o título.

Advertisement

”Por conta da correria e da agenda, eu não consegui estar presente no Uruguai e elas fizeram uma libertadores incrível né? De forma invicta, com muitos gols, sofrendo pouco e jogando muito, um futebol bonito e com intensidade. Nosso treinador o Arthur é um cara sensacional, os conceitos dele de jogo, então é uma obrigação estar aqui pra recebe-las nesse tricampeonato da Libertadores”.

Em contrapartida, o time feminino do Corinthians é um dos clubes que mais vem evoluindo. Sobre isso, o presidente pontuou:

”Sem dúvidas nenhuma, acho que até por isso que eu comentei sobre a intensidade do jogo. O Corinthians joga um futebol bonito né, toque de bola, gols bonitos, gols de bicicleta. As meninas estão dando show e o público, lógico, gosta de um futebol bem jogado e isso vem aumentando. Por parte do Corinthians é a fiel que acompanha sempre”.

”Eles incentivam a modalidade, mas precisam fazer mais”

Em síntese, no aniversário de 111 anos do clube no dia 01 de setembro deste ano. De forma surpreendente, a modalidade feminina do Timão foi contemplado com alguns patrocínios. Duílio destacou que a categoria já caiu no gosto, mas que ainda precisa de investimentos. Além disso, o presidente citou o valor da premiação da Libertadores feminina e cobrou a Conmebol.

”A modalidade já caiu no gosto e acho que agora é hora, a gente já tem conseguido alguns patrocínios, mas acho que é hora de investimento maior, da CBF, das federações e da Conmebol. A gente vê a premiação, um valor muito mais baixo, pra um campeonato desse tamanho, eles que incentivam a modalidade, mas precisam fazer muito mais”. 

”Alguns clubes estão entrando mais forte, com investimentos. Então acho que também cabe as federações olhar com mais carinho pra isso, que já vem olhando, mas acho que ainda falta muito. Eles podem também ter uma atenção maior pra categoria pra que melhore cada vez mais e o público vem junto dá pra ver. Quando você tem uma competição bem organizada, com os times e um futebol bem representado. O torcedor vai acompanhar e isso contribui pro crescimento da modalidade”. Completou Duílio.

Para finalizar, o presidente disse que tem trabalhado bastante e que em breve a modalidade pode se tornar autossustentável, com os investimentos certos para que a categoria cresça e evolua muito mais.

Foto Destaque: Reprodução/CorinthiansFeminino

Gabrielle Sena
Escolhi o jornalismo por que eu sempre tive paixão pelas palavras. Desde muito nova eu escrevia sobre tudo e de alguma forma eu sentia que era ouvida. Sou Gabrielle Sena, tenho 22 anos, moro na capital de São Paulo, jornalista e atualmente faço pós-graduação em Jornalismo Esportivo. Eu sempre quis ser escritora, entrei no jornalismo para poder aperfeiçoar minha paixão. Durante a faculdade escrevi um livro reportagem sobre Mães Narcisistas, entrevistei 20 mulheres de todos os lugares do país e contei as suas histórias. Escrever um livro foi a minha maior conquista.
O Esporte me faz sair da minha zona de conforto. Sou muito persistente com o que eu quero e me esforço 100%. Meu objetivo é crescer como jornalista e continuar me desafiando todos os dias.

Bet 7


Related Post