Franca Paulistano

Temos o grande campeão de 2020 nas quadras de São Paulo! Nesta terça-feira (10), o Franca dominou o Paulistano, na decisão do Campeonato Paulista Masculino de Basquete, e venceu pelo placar de 70 x 54. Assim, a equipe conquistou seu terceiro título consecutivo e o 14º de sua história. O jogo foi realizado no próprio Ginásio do Paulistano, em São Paulo, que sediou a fase final do torneio.

Desse modo, o elenco do treinador Helinho Garcia confirmou a grande campanha e levou a taça para o interior do Estado mais uma vez. Por outro lado, o time de Régis Marrelli perdeu a chance de conquistar seu segundo título e amarga o quinto vice na história, mas se orgulha do ótimo desempenho mostrado neste ano.

Advertisement

A saber, esta foi a terceira final entre os clubes em quatro temporadas. Afinal, em 2017, o Paulistano superou os francanos em cinco jogos e conquistou seu único título paulista. Já em 2018, o Franca bateu o time da capital e levou a taça. Além disso, em 2019, passou pelo Corinthians na final. No jogo decisivo desta noite, Lucas Dias foi o grande destaque em mais uma noite, anotando 19 pontos.

Sua equipe fez uma partida excelente, sobretudo defensivamente. O adversário teve aproveitamento terrível na bola de três, mesmo estando muito bem no garrafão até certo ponto. Desse modo, com grandes talentos, a equipe da Capital do Basquete conquistou o caneco.

1º QUARTO

As duas equipes começaram com mau aproveitamento nos chutes, especialmente a paulistana. Mesmo assim, ela começou trabalhando bem no garrafão, dominando rebotes defensivos e ofensivos. Em um contra-ataque, Jimmy fez uma linda bandeja de euro step. Só que Franca começou a reagir, contando com bom jogo de transição, ótimos passes do maestro Elinho, e duas cestas de três de Lucas Dias, que logo fez oito pontos e abriu 16 x 12. Não só bem no ataque, mas também na defesa, Lucas deu dois lindos tocos em Rafael. Na reta final, finalmente Deryk fez uma bola de três para o Paulistano, mas a equipe do interior terminou vencendo por 18 x 15.

2º QUARTO

O time francano seguiu sem dar espaço na defesa e, até no ataque, Fuzaro salvou uma linda bola, que terminou com cesta de Lucas Dias. Da mesma forma, o adversário se defendia muito bem, como se espera numa final desse tamanho. Maique estava muito bem pegando rebotes dos dois lados, o que estabilizou o ataque. Só que aí apareceu André Góes, para desequilibrar com três bolas de três quase seguidas, a última de longa distância. Inclusive, na reta final, várias triplas caíram para os dois lados, mas destaque para o Franca, também com Lucas Dias e Gui Abreu. Assim, a equipe abriu dez pontos e foi para o intervalo com 40 x 30.

3ª QUARTO

O jogo voltou dos vestiários com narrativa parecida: o Paulistano pegando muitos rebotes ofensivos, mas falhando totalmente em traduzir isso em pontos. Por outro lado, o adversário seguiu acertando chutes de todas as áreas da quadra. Destaque para uma boa cesta inicial de Guilherme Hubner no garrafão. Enquanto isso, a equipe da capital errou tudo que tentou e perdeu o ritmo, desperdiçando bolas e amassando o aro com força. Por consequência, o Franca fechou o quarto em 55 x 36, uma excelente vantagem de 19 pontos, mesmo sem ter uma atuação tão brilhante.

4º QUARTO

O período final deu uma tranquilidade surpreendente aos francanos, que até começaram a tocar para lá e para cá, com sucesso. Os paulistanos não abriram mão da bola de três, mesmo com o pífio aproveitamento (total de 8%, acertando apenas três de 36), além de seguir com seguidos erros, como desperdícios de bola e andadas. Guilhermão estava fazendo a festa embaixo da cesta. Gui Abreu chegou a colocar 24 pontos de vantagem. Por certo, a defesa de Franca encaixou muito bem durante todo o jogo. Assim, a equipe administrou o placar e terminou vencendo a grande final por 70 x 54.

Conforme já dito, o destaque do Franca foi Lucas Dias, anotando 19 pontos e sete rebotes, sendo eleito MVP do jogo. Além disso, André Góes fez 14 pontos e pegou sete rebotes, Guilhermão fez 11, Gui Abreu fez dez e Elinho deu nove assistências. Pelo time do Paulistano, Vitão fez 12 pontos e pegou 11 rebotes, e Cauê Borges anotou dez.

FRANCA X PAULISTANO – E AGORA?

Com a vitória e a conquista de mais um título estadual, agora o Franca volta as atenções para a disputa do NBB. Afinal, a estreia da equipe já é nesta quinta-feira (12), às 15h30 (horário de Brasília), contra o Corinthians. A partida será no Ginásio Hugo Ramos, em Mogi da Cruzes. Lembrando que o time aguarda a chegada do armador norte-americano Jamaal Smith, grande reforço para a temporada, no fim do mês. Por outro lado, o Paulistano precisa se recuperar da perda do título, pois também tem o NBB pela frente. A equipe estreia no torneio nacional acontece neste sábado (14), às 18h30, contra o Brasília, em jogo que também será no Hugão.

MELHORES MOMENTOS – FRANCA X PAULISTANO

Foto destaque: Divulgação/Franca Basquete

Davi Ferreira
Sou Davi Ferreira, tenho 21 anos e sou estudante de jornalismo na UFRJ. Escolhi esta profissão por causa da paixão pelo esporte, pois sempre foi algo que me motivou na vida. Evidentemente, as experiências acumuladas me fizeram um apaixonado pela profissão em todos os seus aspectos. O que mais me atrai são os desafios e imprevisibilidades apresentados diariamente.

Related Post