Brasil x China

Antes de mais nada, a coluna Escalando Muralhas desta semana, trás como destaque o amistoso realizado entre Brasil e China, no dia 10 de setembro de 2012, onde o Brasil venceu a China por 8 x 0, em seu último jogo no estádio do Arruda. O jogo entrou para a história como uma das maiores goleadas da seleção brasileira, mesmo em meio a uma série de más atuações e contestações ao trabalho do, então treinador, Mano Menezes. Além disso, a partida contra os chineses marcou a despedida verde e amarela do estádio do Arruda. Os jogos da canarinha que acontecem em Recife são realizados agora na Arena Pernambuco.

Gols para espantar a crise!

Naquele momento, certamente, era o que, até então, Mano precisava para dar um tempo na crise que enfrentava. Um rival fraco 78º colocado no ranking da Fifa, torcida calorosa, jogadores unidos e gols, muitos gols. Sem nenhuma dificuldade, a seleção fez 8 x 0 na China, além de dar um pouco mais de tranquilidade ao treinador após as vaias recebidas no embate diante da África do Sul, dias antes a partida.

Advertisement

Base será mantida contra China, e Mano promete encontrar soluções | globoesporte.com

Em contrapartida, desde 2006 a seleção brasileira não conseguia um resultado tão elástico com sua equipe principal, a última havia sido sobre o Combinado de Lucerna, na Suíça, em preparação para a Copa do Mundo da Alemanha. Contudo, diante do resultado, Mano ganhou sobrevida no comando da equipe.

O jogo

A jovem seleção brasileira encontrou certamente na partida a oportunidade ideal para reconquistar a confiança dos torcedores, depois das vaias que marcaram a vitória apertada sobre a África do Sul no feriado da Independência. Mano Menezes se arriscou, com Neymar atuando centralizado, Lucas e Hulk jogando mais abertos. Leandro Damião ficou apenas no banco de reservas. Consequentemente, o mesmo time que venceu de pouco a África do Sul.

Brasil perde duas posições e é 14º no ranking da Fifa

Inspirados pela geração do tetra

Antes da bola rolar, os jogadores cantaram o hino nacional abraçados, certamente para demonstrar união diante do momento de crise. Atitude esta que lembrou outro momento da seleção em 1993, quando a equipe tinha dificuldades nas eliminatórias, enfrentou a Bolívia exatamente em Recife e entrou de mãos dadas. Da mesma forma, naquela oportunidade, a vitória também foi de goleada, por 6 x 0.

Incrivel Hulk: Brasil 8 x 0 China: que goleada!

China não dá trabalho, e seleção abre 2 x 0 no primeiro tempo

O baile brasileiro começou logo. Posteriormente a enxurrada de gols perdidos também. Aos 6 minutos, Oscar girou bonito e cruzou na cabeça de Neymar. Com o gol aberto, o craque mandou para fora. Lucas Moura, que atuava mais fora da área, arriscou de média distância forte. Cheng espalmou.

Aos 22 minutos saiu o primeiro gol, á lá Chelsea. Ramires começou a jogada pela esquerda, tabelou com Oscar e recebeu na área, batendo na saída do goleiro e abrindo o placar no Recife, depois disso, três minutos depois, o segundo gol. A bola foi de pé em pé: de Hulk para Oscar e deste para Neymar, livre no meio de área, empurrar para o gol.

No entanto, a brincadeira de perder gol voltou. Aos 32′, Neymar cruzou da linha de fundo e Oscar, a um passo da linha do gol, mandou no travessão, sem goleiro. Dedé, por outro lado, tentou de cabeça, após cruzamento de Oscar, Liu Jianye tirou em cima da linha. Mas nada foi pior que o lance de Neymar aos 41 minutos. Na cara do gol, o craque cortou duas vezes o zagueiro, tirou do goleiro, mas acabou brincando, e como resultado, acabou chutando em cima da zaga adversária.

Brasil aplica goleada impiedosa de 8 a 0 na China no Recife - Esportes - Estadão

Goleada e grande defesa de Diego Alves na etapa final

Logo depois do intervalo, os canarinhos voltaram mais sérios. Dessa forma, não demoraram a golear. O terceiro gol saiu dos pés de Lucas, que recebeu passe de Hulk na esquerda e bateu tirando do goleiro. O centroavante paraibano fez o quarto, aproveitando o rebote num chute de Neymar no travessão. O santista marcou o quinto, após cruzamento de Marcelo. E o sexto, veio depois que Oscar aproveitou erro da zaga e deu a assistência. Neymar apenas empurrou para o gol.

Outras chances surgiram, no entanto, foram perdidas, constantemente por conta do preciosismo de Neymar. Diego Alves finalmente apareceu aos 23′, após cobrança de escanteio, o goleiro fez linda defesa no canto direito, ganhando aplausos da torcida. Aos 24′, o gol contra chinês, Liu Jianye tentou cortar a tabela entre Lucas e Hulk e acabou dando um carrinho contra a própria baliza, era o sétimo do Brasil.

Em seguida, Mano tirou Neymar. Mas oposto do que aconteceu no Morumbi, o craque saiu ovacionado para entrada de Jonas. Em seguida, Hulk foi empurrado na área. Sem Neymar, Oscar se apresentou, bateu o pênalti e fechou a conta. Em conclusão com mais reservas que titulares, a equipe caiu de produção, criou pouco, e quase levou um gol no último lance do jogo.

El 10/09/2012, en la victoria de Brasil sobre China por 8x0 en Recife, Neymar Jr anotó su primer hat-trick para la selección de Brasil. | Neymar Jr.

Muita festa no Arruda

Por fim, com três gols de Neymar e um show de toda a equipe, Brasil venceu a China por 8 x 0 em seu último jogo no estádio do Arruda e saiu de campo sob uma chuva de aplausos e reconquista a confiança dos torcedores. Em suma, para resumir, classificar este jogo como amistoso pode soar exagerado, então, um “treino de luxo” seria o termo apropriado para a goleada brasileira, vista tamanha diferença técnica e a facilidade que o time teve para que o placar fosse construído. De modo que no final, valeu como festa o confronto.

Brasil vence a China por 8x0 em seu último jogo no Arruda

Brasil x China – Melhores Momentos

Reconstrução interrompida

Mano fez apostas para enfim achar seu time na seleção brasileira. Promoveu o retorno de Kaká e criou um esquema tático sem centroavante fixo, em que o meia se movimentava com Hulk, Neymar e Oscar. O resultado foram gols, vitórias e atuações elogiadas, no entanto, a reconstrução do Brasil terminou dois dias após a conquista do Superclássico das Américas de 2012 com a demissão de Mano, similarmente dois meses após o amistoso contra a China.

Mano Menezes e Kaká no último treino antes do amistoso da seleção contra o Japão, em Wroclaw, na Polônia

Adeus de Mano 

Mano Menezes assumiu o comando técnico da seleção brasileira no segundo semestre de 2010. Durante pouco mais de dois anos, o treinador acumulou 33 jogos na equipe nacional, obtendo 21 vitórias, seis empates e seis derrotas (além de seus jogos a frente da seleção olímpica). Foram 66 gols a favor e 21 gols contra. O artilheiro da ‘Era Mano’ foi o santista Neymar, com 17 gols anotados. Alexandre Pato, vem logo atrás, com 8 gols.

Para Mano Menezes, seleção brasileira trouxe uma 'raiva gostosa' para jogo em Recife - ESPN

Foto Destaque: Reprodução/FELIPE DANA/AP

Mateus Evangelista

 

 

Redação Inglês

1xBet


Related Post