EUA vencem Irã

Na madrugada desta quarta-feira (28), na Saitama Super Arena, os Estados Unidos sobraram contra o Irã e venceram por 120 x 66. A partida aconteceu pela 2ª rodada do Grupo A das Olimpíadas e marcou o primeiro triunfo dos americanos nos Jogos de Tóquio. Em suma, os EUA fizeram um jogo intenso no ataque e seguro na defesa, abusando das bolas de três e contragolpes. O cestinha, com 21 pontos, foi Damian Lillard, que converteu sete arremessos de longe.

1º quarto

Os americanos fizeram chover bolas de três em Tóquio, tendo 50% de aproveitamento no primeiro período. Damian Lillard acertou três chutes do perímetro e foi fundamental no grande volume ofensivo da equipe. Além disso, os EUA foram muito intensos também na defesa, forçando os iranianos a cometerem muitos turnovers e erros em arremessos. A única alternativa do Irã era confiar em bolas de três e jogadas com o pivô Haddadi, mas não foi suficiente para se equiparar aos campeões olímpicos: 28 x 12.

Advertisement

2º quarto

Com a boa rotação de seu grande time, os EUA seguiram seu forte ritmo no ataque. Mais uma vez os arremessos de três foram a principal arma americana, com Lillard e Zach LaVine liderando no quesito. Navid Rezaeifar era o homem mais perigoso do Irã, tendo um bom aproveitamento em seus chutes. Contudo, o Irã continuava com muita dificuldade para infiltrar na defesa rival, forçando muitos passes e proporcionando contra-ataques aos americanos. Assim, a gordura na pontuação aumentou ainda mais: 60 x 30.

3º quarto

Na volta do intervalo, os atletas que mais se destacaram foram Chris Middleton, com oito pontos em arremessos de quadra, e Kevin Durant, principalmente na defesa. Ainda mais, os EUA foram um pouco mais conservadores, aproveitando erros do Irã e sendo mais seletivos nos ataques. Mohammad Jamshidijafarabadi aproveitou algumas investidas iranianas para pontuar, mas a parcial seguiu distante, chegando a nove pontos de diferença e colocando a vantagem americana em incríveis 40: 82 x 43.

4º quarto

Tendo sua melhor parcial no jogo, o Irã conseguiu praticamente 1/3 de seus pontos no último período. Foram mais acertos do que erros em arremessos de quadra, porém, com uma transição rápida característica do duelo, os americanos seguiram firmes em busca de ultrapassar os 100 pontos. Devin Booker e Jayson Tatum contribuíram para a chegada à marca. Por fim, com a vitória garantida há praticamente dois quartos, os EUA rodaram ainda mais o elenco para fazer a manutenção do resultado: 120 x 66.

EUA x Irã – e agora?

Com o largo triunfo, os Estados Unidos ficam, dessa forma, mais tranquilos no Grupo A do basquete masculino. A próxima partida dos atuais tricampeões olímpicos será contra a República Tcheca, dia 31/7, às 9h (horário de Brasília). Já o Irã, praticamente eliminado das Olimpíadas, acumulou o segundo revés e encara a França no jogo seguinte, dia 30/7, às 22h.

Melhores momentos – EUA x Irã

Em breve.

Foto em destaque: Divulgação/FIBA

Leonardo Abrahão on Email
Leonardo Abrahão
Jornalista em formação pela Universidade Nove de Julho. Redator e setorista do São Paulo no núcleo de basquete. Comentarista e repórter da Rádio Poliesportiva em transmissões de futebol, além de repórter do futebol chinês no podcast Futebol na Veia.

Bet 7


Related Post