Elenco que disputa a Copa São Paulo, abordado pelo Gustavinho (Foto: Divulgação/Twitter)

Na última sexta-feira (18), o ex-jogador de basquete Gustavinho, conversou com a FNV Sports, de forma a tratar de diversos assuntos. Desde o jogo mais marcante de sua carreira, até seu trabalho na base do Basquete Corinthians. Além disso, ele comentou sobre sua expectativa para a próxima temporada com o trabalho do novo técnico Léo Figueiró.

QUÃO IMPORTANTE É A BASE PARA A MANUTENÇÃO DO TIME?

Essa foi uma das perguntas em que Gustavinho expôs de forma muito clara seus pensamento sobre os esportes em geral. Ele acredita que o basquete serve como uma ferramenta para formar cidadãos. Sendo assim, confira o que o ex-jogador do Corinthians disse:

Advertisement

“Em suma, eu acredito que o trabalho de formação é de suma importância à todos os clubes. Meu ponto de vista é que o esporte tem um poder em auxiliar como ferramenta social. Dessa forma, ao investir no atleta desde cedo, é possível criar cidadãos conscientes, através das virtudes e ensinamentos que o futebol proporciona”.

Além dessa parte em relação às virtudes que os esportes proporcionam, principalmente o basquete, o Corinthians se preocupa bastante com seus atletas desde as categorias de base. Sendo assim, ele trouxe mais alguns detalhes sobre a base:

“Se o jogador irá virar ou não profissional, é apenas um detalhe. Mas é óbvio que queremos a permanência dele pelo maior período possível. Sempre buscando mantê-lo na nossa metodologia de trabalho”.

A BASE TÊM JOGADORES PRONTOS PARA O PROFISSIONAL?

Essa é uma das principais dúvidas de todos os torcedores, já que recentemente, o Basquete Corinthians está utilizando seus jovens talentos em competições mais acirradas, trazendo assim, uma competitividade maior entre as bases. Em suma, além de falar como anda a base, ele trás nomes para ficar de olho nessa temporada:

“Sem dúvida. O modelo de montagem para a próxima temporada do elenco profissional passa diretamente pela categoria de base, principalmente pelo sub-20. A montagem está a cargo do Léo Figueiró, junto ao técnico do sub-20 Vitor Galvani e Tonhão supervisor do adulto”.

“Uma coisa que está nos ajudando nessa montagem, é que estamos usando os jovens para jogar a Copa São Paulo adulta. Assim, além de ganhar experiência, podemos ver quem está apto para subir ao profissional”.

Em suma, abordou grandes fatores que levam a acreditar nos novos atletas que estão para surgir na temporada 2021/22, dentre eles, Gustavinho trouxe quatro nomes que podem ganhar destaque:

“Acredito que já temos nomes que podem ser atletas interessantes. Um deles é o Felipe, armador que já estava com seu nome na NBB, então agora ele ganha mais espaço. Há um ala-pivô chamado Djalo, ele impacta os jogos de diferentes formas, além de atuar em várias posições. Estamos com outro armador que veio do São José, chamado Jean, muito cerebral e um líder dentro de quadra. Temos um pivô em franca evolução chamado Alê, muito inteligente e em uma crescente física”.

Foto destaque: Divulgação/Basquete Corinthians

João Fellipe Ramos
Sou João Fellipe, comecei na área da comunicação desde pequeno, pois, eu adorava ler histórias ou assistir jogos e ficar contando pra todo mundo o que eu achei e como era bom aquilo.
Trabalhei antes da FNVSports em uma editoria de entretenimento musical, onde escrevia matérias voltadas ao mundo do hip-hop nacional e internacional.
Sou uma pessoa muito dedicada ao esporte e acompanho qualquer jogo que seja transmitido, busco passar a emoção para quem está lendo como se ela estivesse vendo o jogo.

Related Post