Antes de mais nada, o Internacional anunciou nessa segunda-feira (30) a contratação de Gustavo Maia e Kaique Rocha. Assim, os dois assinaram contrato por empréstimo, deram entrevistas e posaram com a camisa nova no gramado do Beira-Rio.

Primeiramente, Gustavo Maia tem 20 anos e é atacante. Ele chega do Barcelona e fica até o ano que vem. O jovem irá brigar pela vaga na ponta esquerda. Revelado pelo São Paulo, não estreou no time profissional. Logo depois de subir para a equipe principal, foi para o Barcelona. Foi pouco aproveitado e foi para o Barça B, onde não foi muito bem.

Advertisement

O que disse Gustavo Maia

Maia ganhou a camisa 7 e disse sobre já ter atuado com alguns jogadores do Colorado: “O grupo do Inter é muito qualificado, com grandes jogadores. Tive o prazer de jogar com o Maurício na Seleção (Brasileira). Já tive o prazer de jogar com o Yuri (Alberto) também em outras convocações. E o que tenho para dizer é que eu vim para agregar. E com a ajuda do grupo inteiro, que é muito qualificado, que eu possa evoluir.” 

Além disso, ele concluiu falando sobre estar no clube: “É uma emoção que não cabe no peito. Estar com essa camisa número 7, que foi do Taison. É uma honra estar com a 7 e pode ter certeza que vou honrar com garra, com vontade e muito foco.”

Sobre Kaique Rocha

Kaique Rocha é zagueiro e tem 20 anos também. Seu empréstimo é de dois anos. Ele veio da Sampdoria, após ser contratado junto ao Santos. Foi revelado no Peixe e também não estreou no time profissional. Já defendeu as Seleções Brasileiras de base e ganhou a camisa 3. Assim como Maia, Kaique também jogou com Yuri Alberto. O atleta briga por posição com Victor Cuesta e Bruno Méndez. O elenco ainda espera a recuperação de Rodrigo Moledo, que se recupera de lesão no joelho.

Por fim, Gustavo Maia e Kaique Rocha estão regularizados e aparecem no BID da CBF. Ou seja, já podem estrear quando o técnico Diego Aguirre julgar necessário.

Foto destaque: Divulgação / Internacional

Danilo Araújo on Email
Danilo Araújo
Estudante de jornalismo que tentou ser jogador, mas não conseguiu por uma grave lesão. Então decidi tentar ficar próximo ao esporte que amo pelo jornalismo. Acompanho outros esportes e estou sempre disposto a aprender.

Related Post