No último dia do ano de 2021, o Internacional feminino divulgou as jogadoras que não farão parte do elenco para a temporada de 2022. Assim, o comunicado foi feito por nota no site oficial do clube. A nota relembrou os resultados de 2021 como o título estadual e a semifinal inédita do Brasileirão A1. Além disso, ao todo foram dez atletas que deixaram o clube.

O Internacional deixou claro na nota que todos os contratos dessas jogadoras acabaram no dia 31 de dezembro de 2021:

Advertisement

“O Clube do Povo agradece todos os serviços prestados, respeito e carinho que tiveram com o nosso manto e deseja sucesso na continuidade das suas carreiras.”

LISTA DE SAÍDAS DO INTERNACIONAL FEMININO

A primeira da lista foi a goleira Viviane Holzel. A nota relembrou as defesas de pênaltis no Gre-Nal da final do estadual, que rendeu o título. Foram 29 partidas ao todo com a camisa colorada. Dona de quatro Gauchões, Leidiane veio em seguida na publicação. Além disso, ela foi pioneira na volta do time feminino em 2017. Fez 90 jogos e é uma das atletas que mais vestiu a camisa do clube.

A zagueira Ariane trocou o Grêmio pelo Internacional em 2018. Conquistou três estaduais em 59 jogos e 7 gols marcados. O clímax com a camisa do Colorado foi o gol que deu a inédita classificação para a semifinal do Brasileirão. Ainda mais a capitã do Sub-18, a volante Vick Moura se despede com apenas quatro jogos no time profissional.

A volante Gilmara pouco atuou. Nesse sentido, chegou no segundo semestre de 2021 para a disputada do estadual e se despede também. Conhecida como Guerreira, Tessa chegou ao clube junto com Leidiane em 2017. Conquistou os quatro Gauchões e se aposentou dos gramados aos 34 anos. A camisa 10, Mari Pires chegou em 2018 e fez 17 gols em 77 jogos. Do mesmo modo, Rafa Travalão é outro grande nome que sai do clube. Chegou em 2020 e virou a coringa do time atuando em diversas posições. Marcou dez gols em 42 jogos.

Por fim, as atacantes Shashá e Wendy. A primeira chegou em 2018 e conquistou três Gauchões com 90 jogos e 38 gols ao todo. A segunda é a primeira estrangeira da era moderna do time feminino. A uruguaia chegou em 2021 com 23 jogos e nove gols. É a primeira nascida em outro país a ser campeã com as Gurias Coloradas.

POSSIBILIDADE DE SAÍDA NO INTERNACIONAL FEMININO

A expectativa da torcida é pela renovação com a atacante Fabi Simões. A torcida encheu suas redes sociais com hashtag #RenovaFabi demonstrando apoio e carinho à camisa 7.

Foto destaque: Reprodução / Gurias Coloradas

Danilo Araújo on Email
Danilo Araújo
Estudante de jornalismo que tentou ser jogador, mas não conseguiu por uma grave lesão. Então decidi tentar ficar próximo ao esporte que amo pelo jornalismo. Acompanho outros esportes e estou sempre disposto a aprender.

Related Post