Japão comemora chegada na final olímpica de Tokyo 2020

O Japão virou a partida diante a Bélgica a 15 segundos do fim e irá disputar uma semifinal do basquete feminino de Jogos Olímpicos pela primeira vez na história. O jogo aconteceu na madrugada desta quarta-feira (4), na Saitama Super Arena. Desde quando a modalidade feminina começou a ser disputada nas Olimpíadas de 1976, em Montreal, no Canadá, as japonesas nunca chegaram tão longe.

1º quarto

A princípio, poderíamos esperar um jogo chato, mas não foi o que aconteceu. A Bélgica abriu a partida com uma cesta de três pontos e viu as japonesas revidarem na mesma moeda. Ambas equipes não queriam deixar o placar ficar com larga vantagem.

Advertisement

Toda via, no fim da primeiro quarto, o Japão acelerou o ritmo e foi se distanciando, chegando a abrir quatro prontos, só que em uma cesta de três pontos de Hanne Mestdagh, o jogo novamente ficou com o placar equilibrado devido aos erros do Japão nas tentativas de três, fazendo com que o quarto fechasse em 19×16.

2º quarto

Assim como no primeiro quarto, o jogo reiniciou com uma cesta de três feita pela japonesa Saki Hayashi. Nesse sentido, era de se esperar um Japão semelhante ao do quarto passado, porém, não foi o que aconteceu.

A seleção belga fechou o quarto após realizar cinco cestas de três pontos, ficando um ponto na frente do Japão. Desta um jogo corrido e com poucos arremessos livres concedidos durante o quarto, foram dois a favor das anfitriãs.

3º quarto

Nesse meio tempo a Bélgica melhorou, e com isso, sua defesa ficou sólida; destaque para Emma Meesseman, que bloqueou o arremesso de três de Rui Machida e que viria a diminuir o placar, que até então estava 50×58 para as europeias. Vale ressalta as oportunidades de três desperdiçadas pelas belgas em três ocasiões diferentes.

O confronto que chegou a ter nove pontos de desvantagem para a seleção da casa só reduziu no final do quarto, quando Machida converteu seus dois lances livres.

4º quarto

Sobretudo, pode-se destacar a vontade da Bélgica, mas podemos falar dos vacilos. A partida estava 81-77 para a seleção europeia, que viu o Japão se acender quando  Juie Vanloo fez uma falta em Machida, armadora japonesa – convertidos posteriormente.

A partida seguiu, só que agora a vantagem era de apenas dois pontos para as belgas (85×83). Com este placar, a história foi feita por Hayashi, que driblou o bloqueio das adversárias e guardou três pontos e a classificação à semifinal.

Japão x Bélgica – e agora?

Com o resultado, a Bélgica se despede da competição. O Japão segue tentando fazer história, desta vez, contra a França – derrotada pelas japonesas na primeira rodada do Grupo B; partida está marcada para a próxima sexta-feira (6), às 8h00 (horário de Brasília).

Melhore momentos – Japão x Bélgica

Em breve…

Foto em destaque: Divulgação/FIBA

Kevin Costner

Related Post