Kawan Pereira é o primeiro brasileiro a disputar a final da plataforma de 10m

Kawan Pereira fez história para o país nos saltos ornamentais em olimpíadas. O jovem, de 19 anos, é o primeiro brasileiro a disputar a final da plataforma de 10m. Antes, só Cesar Castro havia ido tão longe, em Atenas-2004 e Rio-2016, mas no trampolim de 3m.

O saltador ficou em 12° na semifinal e se classificou em último. Dessa forma, iniciou os saltos na decisão pelas medalhas. Cada atleta deveria saltar seis vezes. Por fim, as notas de todas as tentativas foram somadas para definir o vencedor.

Advertisement

Kawan, em sua primeira olimpíada, foi bem nos dois primeiros saltos e tirou 60.80 e 79.20. Já no terceiro, não fez boa entrada na água após um triplo mortal de costas saindo de parada de mão e marcou 46.20. Em seguida, se recuperou e tirou sua melhor nota, 79.55, ao executar um belo quádruplo e meio de frente. Nos dois últimos, cometeu alguns erros e somou 56.10 e 72.00. Assim, conquistou 393.85 pontos e terminou em 10°, na frente do americano Brandon Loschiavo e do mexicano Andrés Villarreal.

Pódio

A China ficou com os lugares mais altos no pódio da modalidade. Yuan Cao levou o ouro ao fazer 582.35 pontos. A prata foi para Jian Yang, com 580.40. O britânico Tom Daley, um dos favoritos, chegou a liderar, mas terminou com o bronze ao alcançar 548.25 pontos.

Foto destaque: Divulgação/CBDA

Aline Louzano

Related Post