Yuzuho Shiokoshi (Japão)

O Japão empatou com o Canadá em 1 x 1, na manha desta quarta-feira (20), na estreia dos Jogos Olímpicos. Dessa forma, a partida era válida pela 1ª rodada do futebol feminino nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Assim, os gols  foram marcados Christine Sinclair para as canadenses e Iwabuchi para as japonesas. Por fim, ambas as seleções fazem parte do grupo E que conta com Japão, GrãBretanha, Chile e Canadá.

Advertisement

1º TEMPO

Antes de mais nada, o Japão é o grande anfitrião e já foi campeão mundial na modalidade em 2011. Logo nos primeiros minutos de jogo, o Canadá abriu o placar. Após o cruzamento de Nichelle Prince, Christine Sinclaircon acertou a trave e pegou o rebote para marcar o primeiro gol da partida. A centroavante vem pela sua 4ª Olimpíada com o time canadense. Pela seleção, já marcou 187 gols em 300 jogos. Por fim, o 1º tempo acabou com a vitória parcial do time do Canadá em 1 x 0.

2º TEMPO

Na segunda etapa, o jogo ficou mais movimentado. Mina Tanaka e a goleira Stephanie Labbé se chocaram e o VAR marcou pênalti, Tanaka bateu e a goleira canadense defendeu. Aos 15 minutos, a equipe do Canadá teve um gol anulado, Dessa forma, o Japão foi para cima e tentava o gol de empate. Assim, aos 37, Iwabuchi chutou na saída da goleira canadense e empatou a partida. Por fim, As donas da casa não tiveram forças para virar o jogo que acabou com o placar de 1 x 1.

JAPÃO X CANADÁ – E AGORA?

Dono da casa, o Japão volta para campo contra a Grã-Bretanha no próximo sábado (24), às 7:30h (horário de Brasília), pela 2ª rodada do grupo E. Por outro lado, o Canadá enfrenta, o Chile que perdeu para o time britânico por 2 x 0. A partida está marcada para sábado (24), às 4h30 (horário de Brasília). Ambas os jogos serão disputados na Arena Sapporo.

MELHORES MOMENTOS – JAPÃO X CANADÁ

Foto Destaque: Divulgação/Reuters/Kim Hong-ji

mm
Olá!
Eu sou o Vinicius Lara nascido e criado na cidade de Sorocaba no interior de São Paulo. Atualmente, sou estudante de jornalismo, área que me descubro cada vez mais. Meus principais motivos para ter escolhido o curso foram: conhecer novas pessoas, novos lugares, outras culturas e ver de perto como o esporte pode transformar a vida das pessoas.
Acredito que a comunicação pode transformar vidas e que o esporte é uma ferramenta de transformação social.

Cyber


Related Post