Ginástica nas Olimpíadas

Estando a cinco dias para o início das Olimpíadas de Tóquio, o Brasil chegará bem. Com boas possibilidades de garantir medalhas nas modalidades de ginástica. De antemão, o objetivo brasileiro é ir tão bem quanto nas Olimpíadas do Rio em 2016. Em suma, como todas as edições dos Jogos Olímpicos, podem haver resultados surpreendentes, inclusive para o Brasil.

Dessa maneira, as especialidades da ginástica rítmica e artística têm evoluído nos últimos anos. Trazendo algumas medalhas para o país. Ginástica Artística

Advertisement

Em síntese, a modalidade tem atletas como Arthur Zanetti e Arthur Nory como destaques da equipe masculina. Ambos atletas tem alcançado bons resultados nas olimpíadas em que participaram. Além disso, nas demais competições realizadas, os atletas tem sido destaques importantes. Contudo, Nory foi campeão mundial em 2019, garantindo a medalha de ouro. Além disso, a prata do Pan-Americano do mesmo ano. Nesse contexto, Zanetti também ganhou duas medalhas sendo um ouro e uma prata. Entretanto, outro atleta que merece destaque na seleção masculina, é Caio Souza. Dessa forma, ganhou três ouros no Pan-Americano deste ano 2021.

Por fim, e não menos importante, a equipe feminina conta com a Rebeca Andrade e Flávia Saraiva. Ambas atletas tem sido destaques nos últimos anos e tem evoluído a cada competição. Desse modo, a Rebeca garantiu o 1° lugar geral na classificação do Pan-Americano. Por outro lado, a Flávia garantiu a vaga nas Olimpíadas de 2019 quando garantiu o bronze para o Brasil. 

Ginástica Rítmica

A princípio, as meninas da modalidade garantiram a vaga para Tóquio. Após conquista do título do Pan-Anamericano 2021. Em contrapartida, o Brasil não conseguiu conquista individual para a modalidade. Uma vez que, as brasileiras Bárbara Domingos e Natália Gaudio, terminaram em 2° e 3° lugares no Pan e não conseguiram vaga.

Em suma, apesar da brilhante apresentação realizada pelas brasileiras no torneio, a equipe não é considerada como favorita. Então, caso conquistem medalha, será algo surpreendente para muitos.

Ginástica de Trampolim

A saber, o Brasil não conseguiu vaga para essa modalidade. Todavia, por pouco, Camila Gomes não conseguiu garantir a vaga. Uma vez que, terminou em 15° na Copa do Mundo. Nesse sentido, Rayan Dutra disputou pelo pré-olímpico das Américas. Porém, a vaga acabou ficando para a Colômbia.

Por fim, com a evolução das ginásticas da equipe brasileira nos últimos anos, é certo que o Brasil pode esperar por algumas medalhas. Além disso, os atletas tem se preparado bem para as competições. Embora as Olimpíadas de Tóquio tenham muitas equipes e atletas de altíssimos níveis.

Foto destaque: Reprodução/Istoé

mm
Sou a Neila, tenho 33 anos, sou estudante de jornalismo (penúltimo ano), também formada em Gestão Logística (atualmente trabalho no ramo). Desde adolescente sempre sonhei em atuar na área do jornalismo e ser uma profissional de sucesso. Amo a profissão!! Sou apaixonada por esportes, em especial pelo futebol, que é onde busco o meu objetivo. Muito dedicada e determinada, sempre estou em busca de evolução e aprendizado. Aprender é fundamental para mim. No mais, sou iluminada e bem guiada pelas mãos divinas!

Cyber


Related Post