Palmeiras Campeão Paulista

Palmeiras e São Paulo se enfrentam nesta quinta-feira (20) pela primeira partida da final do Campeonato Paulista. O confronto no Allianz Parque, às 22h (horário de Brasília), será o 9º encontro entre as equipes em decisões de Paulistão, no entanto, apenas uma delas foi em confronto direto. Agora, o atual dono da taça terá a chance de levantá-la novamente para mostrar que o time do técnico Abel Ferreira de fato, gosta de ser campeão.

PALMEIRAS E SÃO PAULO SÓ JOGARAM UMA FINAL DIRETA

As equipes já decidiram oito vezes o Campeonato Paulista, mas só uma vez a partida foi jogada em estilo de mata-mata. Em todas as outras, o modelo do campeonato era o de pontos corridos. Assim, eles decidiram o título de forma indireta, ou seja, na rodada em que se enfrentaram. A única decisão direta foi em 1992. O São Paulo venceu as duas partidas, a primeira por 4 x 2 e a segunda por 2 x 1. São, portanto, 29 anos que esse duelo não se repete em jogos de finais do Paulistão.

Advertisement

FINAL PAULISTÃO 1992 1º JOGO

FINAL PAULISTÃO 1992 2º JOGO

A EQUIPE DE ABEL FERREIRA

O Palmeiras se transformou em um time campeão em pouco tempo. A princípio, o técnico português fez alguns ajustes no esquema deixado por Vanderlei Luxemburgo e melhorado pelo interino Andrey Lopes, o popular Cebola. Os dois, aliás, foram lembrados quando Abel conquistou o bicampeonato da Libertadores. Depois disso, veio o fim da temporada 2021 com a conquista da Copa do Brasil e um recomeço para o Verdão.

As perdas dos títulos da Recopa Sul-Americana e da Supercopa do Brasil, fizeram o técnico palmeirense colocar em prática o seu esquema preferido, o 3-5-2. Mesmo que ele tenha utilizado três zagueiros em algumas partidas na temporada passada, só agora pode-se dizer que este é o esquema oficial.

Aparentemente, o esquema é cauteloso. No entanto, ficou provado que a proposta do Palmeiras jogando com três zagueiros é muito efetiva ofensivamente. Nesta temporada foram 22 jogos e 40 gols marcados. É possível também ver esse comportamento ofensivo na movimentação dentro de campo. Isso porque, quando o time ataca, leva seus alas até a linha de fundou ou fechando pelo meio, povoando a área quando a equipe está atacando. Por isso, os laterais Viña e Victor Luis, marcaram gols contra Santos e Corinthians, respectivamente. Além disso, quando está sem a bola, na maioria das vezes, o Verdão pressiona os adversários no campo de defesa.

O QUE ESPERAR DO PALMEIRAS NESTA PARTIDA?

A equipe de Abel Ferreira parece ter encontrado um esquema efetivo. Seguro na defesa e letal quando cria chances ofensivas, o time do Palestra Itália deverá se concentrar em seu estilo reativo. Esperando o adversário e aproveitando as chances de matar o jogo em contra-ataques rápidos. Com isso, o Alviverde terá a oportunidade de fazer o que o seu técnico mais gosta, trabalhar estrategicamente. Isso porque são duas partidas, por isso, o Palmeiras pode utilizar a sua estratégia de jogar de acordo com o que é melhor para o resultado geral.

Uma vitória no jogo desta quinta-feira deixará o Palmeiras em condições de esperar o São Paulo no jogo da volta. Ou seja, se arriscando mais no ataque apenas quando for a bola boa. Então, podemos dizer que o primeiro jogo será determinante para a estratégia do técnico Abel Ferreira.

A FORÇA DO ALLIANZ PARQUE NO CLÁSSICO

O Palmeiras tem um retrospecto quase perfeito em casa quando o adversário é o São Paulo. Foram 11 partidas e apenas duas derrotas, sendo que uma delas foi em uma disputa por pênaltis, após um empate sem gols. Na ocasião, o Verdão foi batido nas semifinais do Paulistão de 2019. O Verdão marcou 24 gols e sofreu apenas sete jogando em seus domínios. Assim, a torcida Alviverde vive a expectativa de ver o time repetir as grandes atuações do passado, que tiveram  resultados contundentes e até gols de cobertura.

QUEM DEVERÁ JOGAR?

O Palmeiras foi derrotado na última partida com o time alternativo, assim, tudo indica que quem vai a campo são os considerados titulares. A provável escalação será: Weverton; Luan, Gustavo Gómez e Renan; Mayke, Felipe Melo, Patrick de Paula, Raphael Veiga e Victor Luís; Rony e Luiz Adriano.

Foto Destaque: Divulgação/Cesar Greco/Palmeiras

Emanuel Chaves
Informar e colaborar com a sociedade contando histórias reais. É para isso que faço jornalismo. Sou formado em jornalismo e passei pela redação da TV Cultura, além de trabalhar com comunicação corporativa. Acredito que o jornalismo é uma importante ferramenta para transformar a sociedade. Quero fazer um jornalismo isento, que colabore positivamente para o debate social.

1xBet


Related Post