Olympique

Neste domingo (22), a partida entre Olympique de Marselha e Nice terminou em confusão, em ocorreu uma invasão do campo pela torcida. Por volta dos 30′ do 2º tempo, os torcedores do Nice atiraram uma garrafa nas costas de Dimitri Payet. Logo em seguida, jogadores do time da casa tentaram acalmar o tumulto junto com os seguranças, porém sem sucesso. No entanto, trinta torcedores invadiram o gramado para agredir o Olympique.

Todavia, a partida parou por mais de uma hora e pelo menos três jogadores do time visitante sofreram machucados durante a confusão. Mesmo assim, a equipe visitante se recusou de continuar jogando e se retirou. Por isso,  presidente do clube, Pablo Longoria, explicou o motivo:

“Nós decidimos não continuar a partida pela segurança dos nossos jogadores. É a segunda vez que isso acontece, houve outro caso em Montepellier, e naquela ocasião nós prosseguimos. O que aconteceu hoje é completamente inaceitável. Temos que estabelecer precedentes para o futebol francês”.

Em contrapartida, o  presidente do time da casa, Jean-François Rivière, deu uma nota nas redes sociais sem repreender a torcida e dizendo que foi o “único time” a estar pronto para continuar o jogo. Além disso, o presidente falou que tinha certeza que tudo estava bem, mas que o Marseille não quis mais jogar.

“Sei muito bem que a partida poderia ter sido retomada. Eu tinha certeza que de que tudo estava bem. Infelizmente o Olympique não quis”, declarou Jean-Pierre Rivère, em entrevista coletiva.

Foto destaque: Dilvugação/FOX Sports Asia

Guilherme Schanner

Cyber


Related Post