Pelo Sub-15, Flamengo conquista a Copa Rio nos pênaltis

Na tarde deste domingo (1),  Flamengo empatou com o Fluminense, em 1 x 1, no jogo da volta da Copa Rio Sub-15. Dessa maneira, após repetir o mesmo placar do jogo de ida, a taça foi decidida nas penalidades. Dessa forma, o Rubro-Negro venceu, por 6 x 5. Contudo, com esse título a base do Mais Querido chegou ao seu 12º título no ano.

Em partida equilibrada desde do início, os clubes encontraram dificuldades para levar perigo a área adversária. Assim, o Flamengo tentou pressionar e desceu suas linhas de marcações, mas não conseguiu ser efetivo. Por sua vez, o Fluminense tentou trabalhar nos erros do Rubro-Negro com contra-ataques rápidos, mas não obteve êxito. Contudo, a melhor chance do Mais Querido foi com Pedrinho, após receber na área finalizou prensado com a zaga para linha de fundo.

Advertisement

Na segunda etapa, o Flamengo iniciou pressionado e contra-atacando. No entanto, Fluminense abriu o marcador com  Gustavo. Após cruzamento de Foguete, o atacante cabeceou para fundo da rede. Contudo, o Rubro-Negro seguiu no campo ofensivo buscando o empate. Assim sendo, aos 38′, após rebote na área, Guilherme Gomes acertou um belo chute na entrada da área e empatou a disputa. Em suma, o tempo regulamentar encerrou empatada, em 1 x 1.

Nas penalidades, o Flamengo levou a melhor e venceu, por 6 x 5. Assim sendo, na primeira batida alternada do Fluminense, Caio Barone defendeu e garantiu o título aos garotos do ninho. Ao final da partida, o treinador Leonardo Cherede falou após a conquista da Copa Rio Sub-15, à FlaTV:

SUB-20

Na manhã deste domingo (1), pela 9ª rodada do Brasileirão Sub-20, Flamengo venceu de virada o Corinthians, por 3 x 1. Assim, aos comandos de seu novo técnico, Fábio Matias, o Rubro-Negro teve uma boa atuação nos 90 minutos. Dessa maneira, os gols foram marcados por Lázaro, Noga e André. Com a vitória, o Mais Querido está na 4ª posição, com 17 pontos conquistados. Por fim, no próximo domingo (8), enfrenta o Internacional.

Foto destaque: Reprodução/Gilvan de Souza/CRF

Francisco Diogo
Apaixonado por futebol desde 1999, encontrei no jornalismo esportivo a realização de sonho que é trabalhar, viver e respira futebol. Sou de Maria da Fé-MG e faço jornalismo na Uniter.

Cyber


Related Post