Silvana Lima

Neste domingo (25), as surfistas Silvana Lima e Teresa Bonvalot se enfrentaram pelas Oitavas de Final do surf feminino. Na bateria anterior, a brasileira liderou metade da competição. Além disso, com as melhores ondas ela somou 7.83 e conquistou o 2º lugar. Por outro lado, a portuguesa se classificou na 1ª bateria e também ficou em 2º lugar. Em suma, a cearense eliminou Bonvalot nas oitavas por 12.17 a 7.50.

Silvana Lima vence oitavas de final

Antecipadamente, os primeiros minutos da bateria foram com poucas ondas. Logo depois, Silvana conseguiu uma pequena direita de 3.67. Em seguida, Teresa respondeu com um 4.33. Aos 13 minutos, a brasileira achou mais uma direita, dessa vez maior, e recebeu 5.50 dos juízes, retomando a liderança. Empolgada, Lima conseguiu trocar a sua segunda nota com um 3.87 antes de entrar nos 10 minutos finais.

Advertisement

Em busca da vitória o quanto antes, aos 25′ a cearense foi atrás de mais uma boa onda. Com os 6.67 obtidos, ela passou a ter 12.17, deixando Teresa a um 7.84 da virada. Sem grandes chances, a portuguesa aceitou a derrota. Como resultado, a surfista brasileira segue adiante nas Olimpíadas de Tóquio.

Seguindo adiante na competição realizada na Praia de Tsurigasaki, na costa leste. A adversária da cearense será a americana Carissa Moore, que superou a peruana Sofia Mulanovich. Além disso, a brasileira ainda pode ter a companhia de Tatiana Weston-Webb na próxima fase. A gaúcha enfrenta a japonesa Amuro Tsuzuki na bateria seguinte.

Mais cedo, Stephanie Gilmore foi eliminada de forma surpreendente. A princípio, na bateria 1 das oitavas de final, ela perdeu por 13.93 a 10.00 para a sul africana, Bianca. Bem como, a francesa Johanne acabou sendo derrotada pela portuguesa Yolanda Hopikins por 10.84 a 9.40. No confronte tiveram as vitórias de Brisa Hennessy e das americanas Caroline Marks e Carissa Moore.

Foto Destaque/Reprodução/Lise Niesner

Gabrielle Sena
Escolhi o jornalismo por que eu sempre tive paixão pelas palavras. Desde muito nova eu escrevia sobre tudo e de alguma forma eu sentia que era ouvida. Sou Gabrielle Sena, tenho 22 anos, moro na capital de São Paulo, jornalista e atualmente faço pós-graduação em Jornalismo Esportivo. Eu sempre quis ser escritora, entrei no jornalismo para poder aperfeiçoar minha paixão. Durante a faculdade escrevi um livro reportagem sobre Mães Narcisistas, entrevistei 20 mulheres de todos os lugares do país e contei as suas histórias. Escrever um livro foi a minha maior conquista.
O Esporte me faz sair da minha zona de conforto. Sou muito persistente com o que eu quero e me esforço 100%. Meu objetivo é crescer como jornalista e continuar me desafiando todos os dias.

Bet 7


Related Post