Carissa Moore Surf

Neste sábado (24), o Surf fez a sua grande estreia nas Olimpíadas de Tóquio 2021. Bem como, a modalidade foi um dos cinco esportes adicionados na competição. Em suma, os duelos aconteceram em duas baterias. No Round 1, Carissa Moore, Teresa Bonlavot, Daniella Rosas e Dominic Barona. Dessa forma, Moore e Banlavot avançaram para as oitavas de final.

Sobretudo, na 2ª bateria estavam Sally Fitzgibbons, Brisa Hennessy, Mahina Meada e Bianca Buitendag. Logo depois, as duas primeiras surfistas avançaram para a próxima fase.

Advertisement

Primeira Bateria do Surf

Antecipadamente, as surfistas entraram no mar bem preparadas. Além disso, o mar estava bem calmo e propício para boas ondas. Logo no início com duas cabeças em de chave, Carissa Moore somou 11.74. Campeã pelo menos quatro vezes, a australiana, avançou para a próxima fase. Por outro lado, Teresa Bonlavot, batida pela adversária ainda conseguiu ficar em 2º. Em síntese, a portuguesa somou 9.80 e esta com seu lugar garantido na terceira ronda.

A princípio, Daniella Rosas e Dominic Barbosa foram para a repescagem. A equatoriana somou 7,66 e a peruana 7,5 e tentam a volta. As primeiras de cada heat avançam diretamente para a terceira ronda, que acontece na segunda-feira. Enquanto, as outras duas disputam o resgate, em duas baterias eliminatórias.

Segunda Bateria 

Sobretudo, a 2ª bateria aconteceu entre Sally, Brisa, Mahina e Bianca. Como resultado, a australiana e a Brisa avançaram para as oitavas de final. Fitzgibbons passou com uma soma de 12.50 e a outra com 12.20. Logo depois, para a fase de repescagem a sul africana Bianca ficou com 11.14 e a japonesa Mahina com 8.30.

Antes de tudo, o surf teve 100% de aproveitamento neste domingo nas Olimpíadas. Na praia de, Tsurigasaki, Tatiana Weston Webb e Silvana Lima superam as baterias iniciais. Bem como, no masculino Gabriel Medina e Ítalo Ferreira avançaram para as quartas de final. No entanto, na próxima fase serão apenas dois atletas por bateria, e quem perder está eliminado do confronto.

Foto Destaque: Reprodução/Head Topics

Gabrielle Sena
Escolhi o jornalismo por que eu sempre tive paixão pelas palavras. Desde muito nova eu escrevia sobre tudo e de alguma forma eu sentia que era ouvida. Sou Gabrielle Sena, tenho 22 anos, moro na capital de São Paulo, jornalista e atualmente faço pós-graduação em Jornalismo Esportivo. Eu sempre quis ser escritora, entrei no jornalismo para poder aperfeiçoar minha paixão. Durante a faculdade escrevi um livro reportagem sobre Mães Narcisistas, entrevistei 20 mulheres de todos os lugares do país e contei as suas histórias. Escrever um livro foi a minha maior conquista.
O Esporte me faz sair da minha zona de conforto. Sou muito persistente com o que eu quero e me esforço 100%. Meu objetivo é crescer como jornalista e continuar me desafiando todos os dias.

Bet 7


Related Post