Galarza chega ao Vasco. (Foto: Reprodução/Ge.com)

O Vasco anunciou na tarde desta quinta-feira (20), a compra do meio-campo paraguaio Matías Galarza, de 19 anos. Mas o fato interessante sobre o jovem jogador é que ele havia chegado ao Alvinegro para integrar as categorias de base do time. No entanto, acabou agradando a comissão técnica da equipe profissional, o que o levou a se tornar jogador efetivo do clube. Acima de tudo, o negócio também demonstrou o aumento do interesse de clubes brasileiros na base dos vizinhos da América, e as novas opções de mercado.

Uma movimentação silenciosa

Em 2020, para ser mais atual, o Grêmio confirmou a contratação do atacante colombiano Kevin Quezada, que firmou vínculo por três anos. Além dele, também integrou ao time B, o meio-campista colombiano Mateo Barrios, emprestado pelo Albion FC-URU. Ambos com 18 anos de idade.

Advertisement

Enquanto isso, o Palmeiras tinha em média 13 jogadores estrangeiros integrados ao sub-20 do clube na última temporada. Entre eles, estavam Jamilton Carcelen e Erick Pluas, do Equador. O atacante Marino Hinestroza, da Colômbia, emprestado pelo América de Cali com opção de compra fixada, e Newton Williams.

Williams é um panamenho de 20 anos que, inclusive, já estreou pelo time profissional do Alviverde, na fase de grupos do Paulistão 2021. Em suma, todos são jovens promessas de clubes de grande e médio porte de países da América.

O rumor mais recente girou em torno do garoto uruguaio, Nicolas Siri, de 16 anos. Siri já é considerado um prodígio, pois já atua pelo profissional do Danubio-URU. Motivos suficientes para estar sob os olhares atentos do Palestra.  A promessa, que por característica, é ambidestro, já fez jogos de encher os olhos pelo Campeonato Uruguaio.

A investida do Vasco em Galarza

O executivo de futebol do Vasco, Alexandre Pássaro, explicou todo o processo de compra do jovem Matías Galarza. O agente fez parecer que as investidas do clube foram mais engenhosas que o normal, fato que deixou muitos vascaínos satisfeitos.

 “Na segunda-feira, a gente fechou a negociação por US$ 500 mil (R$ 2,6 milhões) por 60%. O Olimpia poderia saber da venda do Talles e querer algum percentual a mais”, explicou o diretor de futebol.

O Olimpia-PAR não soube, e o cruzamaltino pagou US$ 500 mil (R$ 2,6 milhões), para adquirir os direitos do atleta, e pela metade do preço exigido pelos paraguaios na primeira conversa, que seria cerca de R$ 5,2 milhões.

Galarza chegou no clube em junho de 2020, mas já acumula 11 jogos, dois gols e duas assistências pelo profissional. Apesar de ter chegado para  integrar o sub-20, agradou rapidamente, fazendo com que o time carioca exercesse a opção de compra.

O novo contrato é válido até dezembro 2025, e o Vasco garante que o negócio foi baseado em cima da promessa de que o clube não passaria mais que um ano na Série B. Além disso, o negócio também pode abrir novas portas e possibilidades para o clube em futuras contratações.

Foto destaque: Reprodução/Ge.com

mm
É jornalista de formação. Atua na área de esportes e cobre futebol. Com foco em webjornalismo, se dedica a criação de conteúdo especializado na internet, redes sociais e blogs.

Bet 7


Related Post