Hungria - Formula 1

Acima de tudo, nos anos 1980, quando resolveram promover corridas de Formula 1, os húngaros pensavam na realização de uma prova pelas ruas de Budapeste. Sendo assim, decidiram pela construção de um circuito, no vale natural a 19 quilômetros da cidade, ao longo da rodovia M3, perto da cidade de Mogyoród.

Hungaroring começou a ser construído em 1985 e já no ano seguinte recebeu o seu primeiro Grande Prêmio e um público de 200 mil pessoas.

Advertisement

Como é a pista do GP da Hungria?

Em primeiro lugar, a pista, de média para baixa velocidade, tem características odiadas pelos pilotos, especialmente a quase impossibilidade de ultrapassagens. Sendo assim, o único ponto favorável é a curva que fica no fim da reta dos boxes.

Como resultado, no resto do circuito, não há nenhum trecho em que seja fácil passar. Em suma, são muito comuns as filas indianas, o famoso “trenzinho”, com um piloto segurando os carros que vêm atrás, mesmo que estes sejam bem mais velozes.

Histórias da Formula 1 na Hungria

Enquanto isso, o Grande Prêmio da Hungria é lembrado por alguns fatos importantes. Ou seja, o primeiro é a ultrapassagem histórica de Nelson Piquet sobre Ayrton Senna, em 1986, por fora, na primeira curva. Os dois disputam a ponta.

Nelson Piquet sinaliza, várias vezes, ultrapassagem por dentro. Portanto, quando, mais uma vez, Ayrton Senna espera o ataque por dentro, Nelson Piquet ataca por fora, deixa para frear no limite e completa a ultrapassagem derrapando sobre as quatro rodas, com o carro de lado, não deixando espaço para Ayrton Senna.

Decerto, em Hungaroring também que Fernando Alonso tornou-se, em 2003, o mais jovem vencedor de Grande Prêmio da história da F1, venceu de ponta a ponta, 17 segundos à frente de Kimi Raikkonen.

Em 2009, no dia 25 de julho, durante a segunda etapa de classificação, Felipe Massa foi atingido na cabeça por uma mola que escapou do carro de Rubens Barrichello. Felipe Massa teve um grave ferimento no olho, e ficou fora das pistas até o início do campeonato de 2010.

Por fim, o único charme desse circuito é o fato de ter sido o primeiro do Leste Europeu a receber uma corrida dessa categoria, ainda na época da Cortina de Ferro. Segundo o ex-piloto inglês Martin Brundle, Hungaroring é “um circuito de rua, sem casas em volta”.

Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1

Nome Oficial: Formula 1 Magyar Nagydíj 2021

Local: Hungaroring, Budapeste, Hungria

Cobertura total no FNVSPORTS – https://www.fnvsports.com.br

Voltas: 70

Curvas: 14

Percurso: 4.381 km (2.722 mi)

Total:  306.630 km (190.531 mi)

Volta mais rápida na prova: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – 01min, 16s, 627 – 2020

Pole recorde: Sebastian Vettel – Ferrari SF70H – 01m, 16s, 276 – 2017

Maior vencedor – Pilotos: Lewis Hamilton (8)

Maior vencedor – Equipe: McLaren (11)

Em 2020:

Pole: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – 01min, 13s, 447

Volta mais rápida no GP: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – 01min, 16s, 627 – (na volta 70)

Vencedor: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – 01h, 36min, 12s, 473

2º: Max Verstappen – Red Bull V6 Turbo – +8s, 702

3º: Valtteri Bottas – Mercedes V6 Turbo – +9s 452

Programação:

Sexta-feira, 30/07

Treino Livre 1 – 06:30 – 07:30

Treino Livre 2 – 10:00 – 11:00

Sábado, 31/07

Treino Livre 3 – 07:00 – 08:00

Classificação – 10:00 – 11:00

Domingo, 01/08

Corrida – 10:00

Últimos vencedores:

2020: Lewis Hamilton – Mercedes

2019: Lewis Hamilton – Mercedes

2018: Lewis Hamilton – Mercedes

2017: Sebastian Vettel – Ferrari

2016: Lewis Hamilton – Mercedes

2015: Sebastian Vettel – Ferrari

Foto: Destaque/Reprodução/The Cahier

mm
Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 67 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acompanhei o automobilismo, nos anos de 1960 e começo dos anos 1970 pelos jornais e também pelas Revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, depois pela TV. Sempre vibrei muito com os pilotos brasileiros. Sou fã assumido e declarado de Norman Graham Hill, mais conhecido como Graham Hill. Para mim ele é o maior piloto de todos os tempos, pois até hoje foi o único a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo!

Bet 7


Related Post