GP da Itália de F1 2021

Acima da de tudo, Monza, na Itália é uma das pistas mais tradicionais e também a mais rápida da Fórmula 1. Sendo assim, o traçado é exemplar: proporciona vários pontos de ultrapassagem e tem algumas das curvas mais bonitas da F1, como a Parabólica e a Grande Curva (Curvone).

A história do GP da Itália (Monza)

Em primeiro lugar, o Grande Prêmio da Itália já aconteceu 71 vezes, desde 1950. Entretanto, em 1980 o Grande Prêmio da Itália acabou sendo realizado em Imola, ano de estreia do circuito na Fórmula 1. No ano seguinte, Ímola passou a sediar o Grande Prêmio de San Marino onde ficou até 2006.

Advertisement

Em 1980, estreia de Ímola e única participação do circuito como representante da Itália, a vitória ficou com o brasileiro Nelson Piquet, a bordo da Brabham. No ano seguinte ele também venceria, mas já o Grande Prêmio de San Marino, para depois consagrar-se campeão mundial de Fórmula 1 de 1981. Em suma, os pilotos gostam muito do circuito e da corrida em Monza, que tem o público mais entusiasmado da Fórmula 1.

Casa da Ferrari

Os torcedores da Ferrari se vestem de vermelho da cabeça aos pés e acampam no Parque de Monza, durante os três dias, para vibrar com sua equipe. Boxes e sala de imprensa estão entre os melhores do mundo.
Uma das grandes tradições de Monza é a invasão da pista pelo público ao final da corrida, tolerada pelos dirigentes porque é impossível conter a multidão.

Em meio a muitas glórias em Monza, Ronnie Petterson também foi personagem de um triste Grande Prêmio da Itália, com um fortíssimo acidente logo após a largada em 1978. Em um acidente envolvendo vários pilotos entre eles James Hunt, Petterson foi lançado ao muro e o impacto provocou uma fortíssima explosão, em um dos acidentes mais incríveis da Fórmula 1.

Como resultado, Petterson acabou sendo socorrido e deixou a pista consciente, inclusive conversando com outros pilotos entre eles, James Hunt. No dia seguinte, Petterson morreu vítima de embolia causada pelas fraturas que sofreu. Por fim, uma curiosidade; em 2008 Sebastian Vettel venceu o Grande Prêmio da Itália com a Toro Rosso, empurrada pela potência dos motores Ferrari.

Grande Prêmio da Itália de Fórmula 1

Nome Oficial: Formula 1 Heineken Gran Prêmio d’Italia 2021
Local: Circuito de Monza, Monza, Itália
Voltas: 53
Curvas: 11
Percurso: 5.793 km (3.6 mi)
Total: 308.238 km (191.530 mi)
Maior vencedor – Pilotos: Michael Schumacher (5) e Lewis Hamilton (5)
Maior vencedor – Equipe: Ferrari (19)

Em 2020:

Pole: Lewis Hamilton – Mercedes – 01m, 18s, 887
Volta mais rápida no GP: Lewis Hamilton – Mercedes – 01m, 22s, 746 (volta 34)
Vencedor: Pierrre Gasly – Alpha Tauri – 01h, 47m, 06s, 056
2º: Carlos Sainz – McLaren – + 0s, 415
3º: Lance Stroll – Racing Point – + 3s, 358

Últimos vencedores:

2020: Pierrre Gasly – Alpha Tauri
2019: Charles Leclerc – Ferrari
2018:  Lewis Hamilton – Mercedes
2017: Lewis Hamilton – Mercedes
2016: Nico Rosberg – Mercedes
2015: Lewis Hamilton – Mercedes

Foto: Destaque: Divulgação/F1

mm
Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 67 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acompanhei o automobilismo, nos anos de 1960 e começo dos anos 1970 pelos jornais e também pelas Revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, depois pela TV. Sempre vibrei muito com os pilotos brasileiros. Sou fã assumido e declarado de Norman Graham Hill, mais conhecido como Graham Hill. Para mim ele é o maior piloto de todos os tempos, pois até hoje foi o único a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo!

Cyber


Related Post