Antes de mais nada, a pista de Istambul Park, que fica a cerca de uma hora de carro a leste de Istambul, começou a ser construída 2003 e ficou pronta em agosto de 2005, tendo sido gasto USD 40 milhões nela. Em suma, mal a pista foi aberta, ela hospedou o primeiro Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1 em 21 de agosto, uma corrida cheia de drama vencida por Kimi Raikkonen da McLaren, com Fernando Alonso e Juan Pablo Montoya completando o pódio, e com suas arquibancadas recebendo mais de 155 mil pessoas.

Mas o que era para ser um sucesso, já que os pilotos e o público adoraram a nova pista, acabou se tornando um fracasso. A Turquia não tem tradição no automobilismo e, para piorar, a maioria da população não ganhava o suficiente para conseguir comprar os caros ingressos para as corridas.

Advertisement

Investimento na pista para o Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1

Do mesmo modo, Bernie Ecclestone comprou o circuito inteiro por 60 milhões de dólares e prometeu um acordo de 14 anos para a corrida, mas o público continuou diminuindo. Em 2011, o contrato original chegou ao fim e, no dia 8 de maio, foi realizada a última corrida no circuito.

Assim como, o público viu Sebastian Vettel sair vitorioso, numa dobradinha da Red Bull com Mark Webber em segundo e Fernando Alonso completando o pódio com a Ferrari. O maior desafio para os pilotos é a curva oito, que combina muito com a alta velocidade, o que lhe rendeu o nome de Diabólica.

Para Lewis Hamilton, o desafio é acertar a entrada da primeiro “perna”. Uma entrada mais cedo e o piloto pode perder a entrada das demais curvas e ficar longe do traçado ideal. Dessa forma, o hexacampeão também destacou a força G que os pilotos sofrem durante toda a extensão da curva. Já a reta oposta tem uma pequena elevação que a fez ganhar o apelido de “Faux Rouge”, ou falsa Rouge, em alusão à famosa Eau Rouge em Spa.

Felipe Massa conquistou três vitórias no Grande Prêmio da Turquia

A princípio, entre os vencedores, Felipe Massa é o piloto que mais ganhou no circuito, com três vitórias consecutivas, entre 2006 e 2008, fazendo também a pole nas três ocasiões. E o circuito é especial para o piloto brasileiro, já que foi lá que ele conquistou sua primeira vitória na Fórmula 1.

Do grid atual, além de Kimi Raikkonen, que venceu a corrida inaugural, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel também venceram no circuito, além de serem os únicos que correram de Fórmula 1 nessa pista. Aliás, foi em Istanbul que o alemão participou pela primeira vez de um treino livre na Fórmula 1, em 2006, sendo multado logo em sua saída dos boxes por exceder a velocidade permitida.

Do mesmo modo, a pista tem tudo para todos os gostos. Curvas de alta, média, chicane, duas boas retas e alteração de relevo a tornam um real desafio para pilotos e engenheiros, além de ser muito agradável de se assistir. O circuito também recebeu outras categorias, como a World Touring Car Championship, DTM, Le Mans Series, a International GT Open, a World Series da Renault e a MotoGP, mas a maioria parou de correr na Turquia até 2007.

Em 2012, os direitos do circuito passaram para o Intercity Group, uma empresa de aluguel de carro, que fez um programa para modernizar o circuito e deixá-lo pronto para receber corridas. Entretanto, a pista quase não recebeu corridas maiores, além de rodadas da World Rallycross Championship em 2014 e 2015.

Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1

Nome oficial: Formula 1 Rolex Turkish Grand Prix 2021
Local: Intercity Istanbul Park – Tuzla, Istambul, Turquia
Cobertura total na Esportelândia: http://www. esportelandia.com.br
Voltas:58
Curvas: 14
Percurso: 5.338 km (3.317 mi)
Total: 309.396 km (192.250 mi)
Volta mais rápida na prova:  Juan Pablo Montoya – McLaren-Mercedes V10 – 1min 24s 770 – 2005
Pole recorde: Sebastian Vettel – Red Bull-Renault V8 – 1min 25s 049 – 2011
Maior vencedor – Pilotos: Felipe Massa (3)
Maior vencedor – Equipe: Ferrari (3)
Em 2020:
Pole: Lance Stroll – Racing Point-Mercedes – Tempo: 1min 47s 765
Volta mais rápida no GP: Lando Norris – McLaren-Renault – Tempo: 1min 36s 806 – Volta 58

Vencedor: Lewis Hamilton – Mercedes – 1h, 42min, 19s, 313
2º: Sergio Perez – Racing Point-Mercedes – +31s, 633
3º: Sebastian Vettel – Ferrari – +31s, 960

Programação:

Sexta-feira (08/10)

Treino Livre 1: 05h30 – 06h30

Treino Livre 2: 09h – 10h

Sábado (09/10)

Treino Livre: 3 06h00 – 07h00

Classificação: 09h00 – 10h00

Domingo (10/10)

Corrida: 09h

Últimos vencedores:

2020: Lewis Hamilton – Mercedes
2011: Sebastian Vettel – Ferrari
2010: Lewis Hamilton – McLaren-Mercedes
2009: Jenson Button – BrawnGP-Mercedes
2008: Felipe Massa – Ferrari
2007: Felipe Massa – Ferrari

Não houve GPs de 2012 até 2019

Foto destaque: Reprodução/The Cahier Archive

mm
Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 67 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acompanhei o automobilismo, nos anos de 1960 e começo dos anos 1970 pelos jornais e também pelas Revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, depois pela TV. Sempre vibrei muito com os pilotos brasileiros. Sou fã assumido e declarado de Norman Graham Hill, mais conhecido como Graham Hill. Para mim ele é o maior piloto de todos os tempos, pois até hoje foi o único a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo!

Cyber


Related Post