GP de Silverstone

Acima de tudo, o Grande Prêmio da Grã-Bretanha que acontece em Silverstone sempre foi uma das pistas preferidas dos pilotos porque a maioria deles passou pelas categorias inferiores na Inglaterra e aprendeu a guiar lá. Por fim, lá estão, também, as sedes de várias escuderias.

A primeira sede da Fórmula 1

Silverstone foi a sede da primeira prova da história da Fórmula 1, no dia 13 de maio de 1950. Sendo assim, o circuito manteve a promoção da prova até 1954, mas depois passou a se revezar, primeiro com o circuito de Aintree, nos anos 50 e 60, e depois com Brands Hatch, entre 60 e 80. A partir de 1987 e voltou a ter exclusividade na realização do GP da Inglaterra.

Advertisement

Além disso, nos primeiros meses de 1987 foram introduzidas as primeiras alterações substanciais no traçado do circuito, desde 1949. A chicane do cotovelo foi substituída por uma nova curva esquerda-direita, na aproximação da Woodcote. Mais de um milhão de libras foram gastos na substituição de 40 dos boxes construídos em 1975 e na construção de um novo centro de imprensa.

Contudo, outras modificações nesse traçado ocorreram em 1991, com uma nova seção do estádio e outras alterações para reduzir a velocidade, ao mesmo tempo em que eram mantidas curvas rápidas, como o assustador complexo Becketts. Logo após, esse novo traçado tornou as ultrapassagens particularmente raras.

Entretendo, em 1994, como consequência dos acidentes que provocaram a morte de Ayrton Senna e Roland Ratzenberger, foram feitas novas alterações, principalmente no complexo de curva e reta Abbey, para reduzir a velocidade. Em 1995, um dos últimos vestígios da guerra foi apagado.

Uma espécie de bunker onde os pilotos dos caças Spitfire da RAF passavam 72 horas para se acostumar à escuridão, antes de saírem para o combate à noite, foi soterrado para a construção de um novo lance de arquibancadas.

Como terminou?

Ou seja, A realização do Grande Prêmio esteve ameaçada, em 2001, pela má organização, da corrida anterior. A prova coincide com o mês das chuvas na região de Silverstone e o autódromo não está preparado para enfrentar a invasão das águas. Logo após, quando chove, os boxes alagam; as curvas ficam cheias de lama e o pit lane fica intransitável.

Bem como, em 2004, Bernie Ecclestone, ameaçou retirar o circuito do calendário do ano seguinte, caso não fosse paga comissão exigida por ele, mas acabou admitindo um acordo para a renovação do contrato até 2010, mas o caso continua sem solução até hoje!

Novidades no GP da Grã-Bretanha

Sobretudo, teremos duas novidades neste Grande Prêmio da Grã-Bretanha: a primeira é a estreia do Sprint Qualifying, ou corrida de classificação aos sábados. Isso por que, o novo formato é um teste que a Fórmula 1 fará em 2021 antes de discutir uma adoção definitiva para a temporada de 2022.

Bem como, a segunda novidade é a nova construção de pneus que a Pirelli apresentará. Isso por que, a ideia é evitar problemas como os vistos com Max Verstappen e Lance Stroll em Baku.

Com isso, a programação também muda: em vez de três treinos livres, serão apenas dois, um na sexta e outro no sábado, com a classificação passando para a sexta-feira, enquanto que a Sprint Qualifying ocupa a vaga do sábado.

Grande Prêmio da Grã-Bretanha de Fórmula 1

Nome oficial: Formula 1 Pirelli British Grand Prix 2021
Local: Circuito de Silverstone, Silverstone, Reino Unido
Voltas: 52
Curvas: 18
Retas: 4
Percurso: 5.891 km (3.660 mi)
Total: 306.198 km (190.262 mi)
Maior vencedor – Pilotos: Lewis Hamilton (7)
Maior vencedor – Equipe: Ferrari (16)
Em 2020:
Pole: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – Tempo: 1min, 24s, 303
Volta mais rápida: Max Verstappen – Red Bull Racing – Tempo: 1m, 27s, 097 (volta 52)
Vencedor: Lewis Hamilton – Mercedes V6 Turbo – 1h, 28min, 01s, 283
2º: Max Verstappen – Red Bull Racing – +5s, 856
3º: Charles Leclerc – Ferrari V6 Turbo – +18s, 474

Programação:

Sexta-feira, 16/07
Treino Livre 1: 10:30 – 11:30
Classificação: 14:00 – 15:00
Sábado, 17/07
Treino Livre 2: 08:00 – 09:00
Sprint Qualifying: 12:30 – 13:00
Domingo, 18/07
Corrida – 11:00

Últimos vencedores:

2020: Lewis Hamilton – Mercedes
2019: Lewis Hamilton – Mercedes
2018: Sebastian Vettel – Ferrari
2017: Lewis Hamilton – Mercedes
2016: Lewis Hamilton – Mercedes
2015: Lewis Hamilton – Mercedes
Foto: Destaque/Reprodução/The Cahier Archive

mm
Meu nome é Luiz Máximo Morelo, sou paulista, 67 anos, comecei no rádio em 1968. Em 1976 fui para a TV Record, depois Rede Bandeirantes, Globo, SBT e por 20 anos trabalhei na TV Cultura. Sempre acompanhei o automobilismo, nos anos de 1960 e começo dos anos 1970 pelos jornais e também pelas Revistas Quatro Rodas e Auto Esporte, depois pela TV. Sempre vibrei muito com os pilotos brasileiros. Sou fã assumido e declarado de Norman Graham Hill, mais conhecido como Graham Hill. Para mim ele é o maior piloto de todos os tempos, pois até hoje foi o único a conquistar a Tríplice Coroa do Automobilismo!

Cyber


Related Post