Vasco

O Vasco tem muito do que se lamentar, após  a derrota para o Goiás, por 1 x 0, na Serrinha. As equipes se enfrentaram na noite desta quarta-feira (30), pela 8ª rodada da Série B. O vencedor da partida dormiria no G-4, mas as chances vascaínas foram diminuídas logo aos 5’, do 1º tempo, com a expulsão de Bruno Gomes.

Goiás x Vasco – O jogo na Serrinha

O Vasco volta a ser derrotado na Série B. Desta vez, fora de casa, com um resultado amargo, que manteve a equipe na linha da irregularidade. De modo geral, a expulsão de Bruno Gomes, aos 5’, minou a tentativa do time aumentar as chances de criação da equipe. Marcelo Cabo escalou Sarrafiore e Gallarza juntos, mas sem o tempo suficiente para avaliar o desempenho da dupla, que foi sacada no intervalo.

Advertisement

Antes de mais nada, vale ressaltar que Bruno Gomes foi amarelado duas vezes em cinco minutos, sendo retirado do jogo de forma justa. Mesmo com um a menos, o time carioca soube sofrer, e até conseguiu assustar o goleiro Tadeu. No 11 contra 11, os cariocas poderiam ter saído até mesmo com um resultado melhor. Contudo, com a desvantagem numérica era esperado que o Goiás tivesse maior posse de bola (73%), e arriscasse mais vezes. No 1º tempo, foram 13 chutes dos mandantes contra três dos Cruz-Maltinos.

O Vasco se segurou bem na primeira etapa, mas sucumbiu na segunda. Marcelo Cabo até fez mudanças, como colocar Léo Jabá e Gabriel Pec no jogo, para que a partida ficasse mais equilibrada. Mas no finzinho, aos 35′, Everton Brito, do Goiás, aproveitou o rebote na trave e marcou o gol da vitória da equipe da casa.

Como resultado, o time Esmeraldino se manteve no G-4 com 15 pontos, e 100% de aproveitamento na Serrinha. Já o Vasco chegou a seu segundo revés fora de casa, e fecha a rodada na 9ª posição com 10 pontos. O time fica a cinco pontos do G-4, parte da tabela que ainda não alcançou nessa Série B. O próximo jogo dos cariocas é contra o Confiança neste sábado (3), em São Januário, às 16h30 (horário de Brasília).

Melhores lances

Foto destaque: Reprodução: Heber Gomes/AGIF/CBF

mm
Escolhi o jornalismo porque sou apaixonada por escrever e por grandes histórias. Escrever sobre futebol não é um trabalho pra mim, é um hobby. Hoje curso Relações Públicas e pretendo um dia trabalhar na comunicação interna de um clube de Futebol.

Cyber


Related Post