Nenê Bonilha

Com a Série B prestes a ter o seu início, começam as especulações sobre os principais postulantes ao acesso. Com várias equipes tradicionais, esse ano o segundo nível do futebol nacional promete ter uma disputa ainda mais forte. Dessa forma, o meio-campista Nenê Bonilha, que conseguiu o acesso com o Fortaleza em 2018 e na temporada passada repetiu a dose com o Cuiabá, falou sobre a felicidade de conseguir o acesso e destacou a experiência adquirida:

“Tive a felicidade de conseguir dois acessos e um título. Ganhei mais experiência jogando essa competição e mais notoriedade com isso. Hoje, algumas pessoas até brincam comigo, que sou pé quente, rei do acesso, por conta de ter subido duas vezes praticamente seguidas”, disse.

Advertisement

Nenê Bonilha foi peça importante de Rogério Ceni em 2018, quando juntos conquistaram o acesso e o título da Série B. Enquanto isso, pelo Cuiabá, Nenê entrou em campo em 21 partidas. Além disso, foi um dos pilares da equipe que conquistou o acesso inédito à elite do futebol brasileiro. Dessa forma, Bonilha destacou as dificuldades em disputar a segundona.

“A Série B é um espelho da Série A. É uma competição que tem muitos jogadores de qualidade. O campeonato é tão difícil, que das vinte equipes que disputam, qualquer uma tem chances reais de ganhar ou de subir. É diferente de campeonatos de outros países, que são apenas três, quatro times que brigam por algo. Por isso é uma competição diferente. É extremamente competitivo”, concluiu.

Após conseguir o acesso, Nenê acertou a sua saída do Cuiabá. Assim, o volante tem recebido propostas e sondagens de equipes do Brasil e também do exterior.

Foto destaque: Divulgação

mm

Bet 7


Related Post