pintado

Antes de mais nada, a Chapecoense pode ter um desfalque muito importante para as próximas rodadas do Brasileirão. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) marcou para quinta-feira (30), às 10h (de Brasília), o julgamento do técnico Pintado. Ele foi expulso no jogo contra o Atlético-GO, pela 17ª rodada. A partida aconteceu no dia 21 de agosto.

Citado duas vezes no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que trata de “assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”, o técnico pode pegar de dois a seis jogos de suspensão. Bem como, pode se estender para 12 partidas, conforme o artigo 184 do CBJD. Em suma, é exposto que “quando o agente mediante mais de uma ação ou omissão, pratica duas ou mais infrações, aplicam-se cumulativamente as penas.”

Advertisement

Em caso de punição de apenas um jogo, Pintado estará livre para comandar a Chape diante o São Paulo, no domingo (3). Afinal, o técnico cumpriu suspensão automática contra o Sport, em Recife.

Expulsão de Pintado, como aconteceu?

De acordo Adriano Barros Carneiro, Pintado foi expulso diretamente após “sair da sua área técnica, batendo palmas de forma sarcástica, reclamando acintosamente das decisões da arbitragem”. Além disso, o treinador teria xingado a equipe de arbitragem: “vai tomar no c*, vocês não tem vergonha não?”. A revolta do técnico aconteceu após um pênalti marcado para o Dragão. O registro da confusão está relatado na súmula do jogo.

Foto Destaque: Divulgação/Márcio Cunha/Chapecoense

 

 

 

Caio Sterner
Me chamo Caio, tenho 20 anos e estou no último ano do curso de jornalismo na UNINOVE. Sou um cara extremamente apaixonado por games e futebol. Meu maior sonho é cobrir jogos como repórter de campo em campeonatos nacionais e, quem sabe, internacionais.

Cyber


Related Post