Six Invitational

O Six Invitational, marcado para 11 de maio (anteriormente seria realizado em fevereiro), nunca foi conquistado por equipes do Brasil. Os brasileiros participam desde a primeira edição (2017), entretanto, a melhor colocação só veio em 2020. Por isso, reunimos as melhores campanhas dos representantes canarinhos. A lista conta com Ninjas in Pyjamas, Team Liquid, FaZe Clan, Santos Dexterity e Black Dragons, três desses times estão na edição de 2021. Será que neste ano teremos o primeiro campeão verde e amarelo?

FaZe Clan – Quartas de final – 2018

Recém chegada no cenário brasileiro de Rainbow Six, a FaZe Clan estreou bem no Six Invitational. Inicialmente, ainda na fase de grupos, os brasileiros Leonardo Astro, Guilherme GohaN, Gabriel Cameraman, Rafael Mav e João Muringa venceram os finlandeses da Ence eSports e os japoneses da eiNs por dois mapas a zero. Além disso, perdeu apenas duas rodadas nessas partidas. Com isso, as quartas de final reservou os norte-americanos da Evil Genesis. No mapa Clube, a EG levou por 5 x 3. Os brasileiros empataram em Banco: 5 x 1. Entretanto, em Arranha-Céu, a FaZe foi surpreendida e acabou sendo eliminada da competição.

Advertisement

Em estatísticas, Mav venceu trêsclutchs” (situações em que o jogador sozinho enfrenta um ou mais adversários), Muringa realizou oitofirst kills” (a primeira eliminação na rodada) e Astro foi o quinto jogador mais positivo em kills e mortes: 18. E além disso, de acordo com o site especializado SiegeGG, em KOST (Kill, Objective, Survive, Trading – Eliminações, Objetivo, Sobrevivência, Troca de Eliminação), a FaZe liderou com três jogadores: Muringa, Mav e Cameraman, com 80%, 77% e 73%, respectivamente.

Team Liquid – Quartas de final – 2019

Após não se classificar para a Pro League de 2018 no Rio de Janeiro, a TL realizou mudanças em sua equipe. Por isso, saíram José Bullet e Paulo Psk para as entradas de Gohan e Luccas Paluh. Dessa forma, com André Nesk, Leo Zigueira e Thiago xSexyCake, a Team Liquid se classificou ao Invitational em cima da rival NiP. Mas começaram o torneio com o pé esquerdo, ao perderem para os alemães da Mock-It Esports por 2 x 1. Na partida seguinte, em caso de derrota o time seria eliminado. Entretanto, superaram os coreanos da Mantis Gaming nos mapas Fronteira e Banco.

A partida decisiva para passar de fase seria contra o time alemão novamente. Mas dessa vez a Liquid superou em mapas seus rivais. Por conta disso, as quartas trouxeram o melhor confronto dessa fase contra a Team Empire. Os brasileiros começaram com tudo ao venceram Litoral por 7 x 4 e a esperança da nova “line” aumentou. Mas com uma frieza russa, a Empire virou ao vencer Consulado e Fronteira. Individualmente, Zigueira foi o terceiro jogador que mais plantou o desativador no campeonato: 16. Ao final do torneio, a Gohan saiu da Cavalaria após poucos meses na equipe.

Santos Dexterity – Semifinais – 2017

Na primeira edição do Six Invitational o Brasil teve como representante a Dex. Começando diretamente na fase de quartas de final, Gohan, Astro, Cameraman, Adenauer Silence e Dimas Panico passaram pelos europeus da Euronics Gaming ao vencerem Kafe Dostoyevsky e Fronteira. Mas acabaram sendo derrotados pelos norte-americanos da Continuum na semifinal. No primeiro mapa os brasileiros foram atropelados por 5 a 0. O Santos conseguiu vencer o segundo na prorrogação. Entretanto, no Consulado, os americanos, que mais tarde seriam campeões, venceram por 5 x 3.

Black Dragons – Semifinais – 2018

Antes da equipe inteira da Black Dragons ser adquirida pela Ninjas in Pyjamas, por pouco João Kamikaze, Gustavo Psycho, Pedro Pzd“, Wagner Wag e Julio não conquistaram o principal campeonato de Rainbow Six. O sorteio trouxe logo na primeira partida um confronto brasileiro entre BD e YeaH! Gaming. O clássico foi difícil, mas a Black Dragons venceu os compatriotas por 2 x 1. Logo após, os franceses da Supremacy foram batidos.

Responsável pela eliminação da Team Liquid, a australiana Mindfreak teve outra equipe brasileira pela frente nas quartas. Com facilidade, os Dragões fizeram 5 x 1 e 5 x 0 e avançaram às semis. Entretanto, a europeia Penta Esports devolveu o 2 x 0, que iniciaria uma hegemonia no cenário internacional. A BD ficou com o quarto e o quinto melhor KOST do torneio, sendo Kamikaze e Julio ambos com 73%, e Psycho foi o segundo mais positivo do campeonato ao eliminar 75 jogadores e morrer em 40 oportunidades atuando especialmente com as operadoras Ash e Valkyrie.

Ninjas in Pyjamas – Vice-campeão – 2020

A grande atuação brasileira em um Six Invitational terminou de maneira triste. O campeonato estreou um novo formato no mata-mata. Inicialmente, a fase de grupos se manteve igual. O sorteio colocou três brasileiros no mesmo grupo: os ninjas, a MIBR e a Team Liquid. Dessa forma, os Ninjas in Pyjamas superaram seus dois rivais, primeiramente por 2 a 1 na cavalaria, e depois os “made in Brazil” não dificultaram: 2 a 0. A novidade do torneio foi a implementação da “fase de perdedores”. Ou seja, em caso de derrota no mata-mata, ainda não havia eliminação. E foi o que aconteceu com a NiP nas quartas-de-final, ao perderem para TSM por dois mapas a zero.

Por isso, a G2 Esports seria o próximo adversário. Dessa forma, os Samurais caíram para os Ninjas ao perderem em Fronteira (7 x 2) e Litoral (8 x 7). E esse foi o mesmo destino dos estadunidenses da DarkZero Esports, na fase seguinte, superados nos mesmos mapas. Por outro lado, a semifinal de perdedores contra os franceses da BDS Esports teve que ir para o terceiro mapa após muita disputa. Entretanto, a especialidade dos cyberatletas canarinhos é o Clube. Não deu outra, 7 x 4 Ninjas in Pyjamas e vaga na final de “losers“. Dessa maneira, o adversário foi a TSM, única equipe que venceu os ninjas.

Mas dessa vez o cenário foi diferente com duas vitórias da NiP em Clube (7 x 3) e Consulado (7 x 5). Por vir do lado de perdedores, os brasileiros tinham um mapa de desvantagem na final. Entretanto, isso não assustou a equipe do Brasil. Dessa forma, os ninjas venceram os mapas Mansão e Fronteira, e em Clube abriram 5 x 2, só precisava de mais dois pontos para vencer o primeiro Six Invitational do Brasil. Entretanto, a SpaceStation virou a partida e venceu o mapa seguinte por 7 x 3, se sagrando campeã do SI. Apesar de Rampy, da SSG, ser eleito o MVP, Pino brilhou e foi o jogador que mais fez kills de inicio de round.

Foto Destaque: Divulgação/Rainbow Six Esports Brasil

Carlos Vinícius on Email
mm

1xBet


Related Post